Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel dos endossimbiontes na diversificação das borboletas da Mata Atlântica

Processo: 23/01459-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2023 - 30 de junho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Convênio/Acordo: CNPq
Pesquisador responsável:André Victor Lucci Freitas
Beneficiário:André Victor Lucci Freitas
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/03868-8 - Mecanismos evolutivos que determinam a diversidade e distribuição num hotspot tropical de biodiversidade, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):23/10376-0 - O Papel dos Endossimbiontes na Diversificação das Borboletas da Mata Atlântica, BP.JD
Assunto(s):Evolução  Espécies  Adaptação  Borboletas  Micro-organismos simbiontes  Mata Atlântica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:adaptação | borboletas | Endossimbiontes | espécies | Evolução | Evolução e mecanismos de especiação

Resumo

A Mata Atlântica (MA) brasileira é um hotspot de biodiversidade, devido à sua alta biodiversidade e alta taxa de degradação do habitat. Os dados genômicos podem ser usados para entender como as espécies de AF respondem aos desafios ambientais atuais e do passado. Além disso, dados genômicos podem ser úteis para políticas de conservação. A maioria das borboletas do gênero Actinote são endêmicas da MA, e marcadores moleculares clássicos, como o gene mitocondrial COI, falham em delimitar alguns complexos de espécies. A bactéria intracelular endossimbionte Wolbachia pode ser um agente promotor de especiação ou mesmo de redução da diversidade genética mitocondrial em espécies de insetos. Este projeto de pesquisa visa investigar o papel do endossimbionte Wolbachia no processo de diversificação de borboletas Actinote tanto em nível filogenético quanto populacional. Este estudo propõe avançar na compreensão do papel da endossimbiose na diversificação e manutenção da biodiversidade da Mata Atlântica. Três módulos com diferentes perspectivas evolutivas são propostos para completar este objetivo. 1) Utilizar ferramentas da filogenômica (sequenciamento de DNA de alto rendimento) para produzir uma hipótese filogenética para o gênero Actinote revelando quais processos evolutivos estão interferindo na diversificação do Actinote e tentar responder por que sua variação fenotípica não é detectada nos genes mitocondriais. 2) Detectar e identificar quais linhagens de Wolbachia infectam espécies de Actinote. Para avaliar os efeitos da endossimbiose e sua transmissão em Actinote, será produzida uma hipótese filogenética com os dados genômicos de Wolbachia e experimentos de criação de imaturos de Actinote infectados. 3) O resequenciamento do genoma será feito para obter dados genômicos populacionais extensivos de três espécies endêmicas de MA do gênero Actinote. Investigarei a prevalência da endossimbiose em nível populacional e se há variação genética de linhagens de Wolbachia entre diferentes populações hospedeiras. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)