Busca avançada
Ano de início
Entree

Expandindo as fronteiras da pesquisa em biomineralização e preservação de fósseis

Processo: 22/06485-5
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Programa Geração
Vigência: 01 de outubro de 2023 - 30 de setembro de 2028
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Gabriel Ladeira Oses
Beneficiário:Gabriel Ladeira Oses
Instituição Sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Afonso César Rodrigues Nogueira ; Cibele Gasparelo Voltani ; Douglas Galante ; Evelyn Aparecida Mecenero Sanchez Bizan ; Fabio Rodrigues ; Guilherme Raffaeli Romero ; Gustavo Macedo de Paula Santos ; Hellen Cristine Santos Zagatto ; Ismar de Souza Carvalho ; JOSE BANDEIRA CAVALCANTE DA SILVA JUNIOR ; Márcia de Almeida Rizzutto ; Mírian Liza Alves Forancelli Pacheco ; Philip Richard Wilby ; Rachel Alison Waye Wood ; Sergio Caetano Filho ; Simon Poulton
Bolsa(s) vinculada(s):23/17293-2 - Controles locais e globais para a preservação excepcional de fósseis em unidades fossilíferas do Jurássico-Cretáceo do Brasil, BP.DR
23/14250-0 - Expandindo as fronteiras da pesquisa em biomineralização e preservação de fósseis, BP.GR
Assunto(s):Biomineralização  Instrumentação  Oxigenação  Tafonomia  Paleometria 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biomineralização | Ediacarano-Cambriano | instrumentação | Oxigenação | Tafonomia | Paleometria

Resumo

A relação entre a vida e o ambiente oferece diversas perspectivas no estudo do registro geológico e os fósseis brasileiros possuem importância mundial nessa discussão. A transição Ediacarano-Cambriano (ca. 541 Ma) marcou o surgimento de animais capazes de sintetizar esqueletos constituídos por minerais (animais biomineralizadores), ou explorar ativamente o substrato, o que resultou em diversificação biológica. No Período Cambriano, houve a denominada 'explosão cambriana' da vida, o mais expressivo evento de diversificação da história da vida na Terra, incluindo a profusão de grupos biomineralizados, o desenvolvimento dos planos corporais dos filos e a intensificação da bioturbação. Ainda estão em aberto questões sobre a composição original, a fossilização, a afinidade e a associação desses biomineralizadores a eventos de oxigenação. Nesse contexto, o estudo da preservação de fósseis (Tafonomia) é fundamental para avaliar os processos que podem tendenciar o registro fóssil. Nesse sentido, há incertezas sobre a diferenciação entre mecanismos locais e globais de preservação e como eles se relacionam em diferentes momentos e contextos tectônicos e sedimentares da história da Terra. Atualmente, a abordagem mais inovadora para testar hipóteses envolvendo essas questões é a utilização da Paleometria, ou seja, técnicas de imagens, espectroscópicas e geoquímicas que possibilitam extrair informações com elevado nível de detalhe dos fósseis. Porém, algumas questões em Paleontologia ainda encontram barreiras na instrumentação existente. Este projeto tem os seguintes objetivos inovadores: (1) explorar unidades do Ediacarano e Cambriano em busca de novos fósseis, permitindo a melhor compreensão da diversidade biológica do passado; (2) investigar a biomineralização e a preservação desses fósseis; (3) aprofundar a compreensão da dinâmica da relação entre macrofósseis e oxigenação no Ediacarano e Cambriano; (4) compreender mecanismos locais e globais de preservação em unidades geológicas do Pré-Cambriano e Fanerozóico; e (5) desenvolver nova instrumentação para romper barreiras da caracterização dos processos de preservação dos fósseis. Para tanto, serão empregadas técnicas paleométricas de imagens, espectroscópicas e geoquímicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)