Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento em comparação global em um cenário pós-pandêmico: teorias, metodologias e estratégias para comparar casos metropolitanos

Processo: 22/08402-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2023 - 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional
Convênio/Acordo: DAAD
Pesquisador responsável:Sandra Irene Momm Schult
Beneficiário:Sandra Irene Momm Schult
Pesq. responsável no exterior: Sophie Schramm
Instituição no exterior: Technische Universität Dortmund (TU Dortmund), Alemanha
Instituição Sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Ana Lia Costa Monteiro Leonel ; Igor Matheus Santana Chaves ; Klaus Frey ; Marcio Anderson Kontopp ; Pedro Henrique Campello Torres
Vinculado ao auxílio:21/07554-8 - Impacto da COVID-19 no modo de vida, mobilidade e acessibilidade dos grupos marginalizados (ICOLMA), AP.R
Assunto(s):Estudos urbanos  Estudo comparativo  Pós-pandemia  Pandemias  Planejamento territorial 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:comparação global | Estudos comparados | Métodos | Pandemia | Planejamento Metropolitano | Planejamento territorial | Estudos urbanos comparados

Resumo

Os desafios das áreas metropolitanas são amplamente discutidos, em particular no que diz respeito a grandes aglomerações relacionadas a processos globais. Os processos de redimensionamento estatal, os novos papéis desempenhados pelos atores estatais, corporações privadas e atores da sociedade empurram para uma reconfiguração do domínio do planejamento e da governança por meio de novos discursos, arranjos institucionais, ferramentas e práticas. As agendas e acordos globais como a Nova Agenda Urbana, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e o Acordo de Paris estão promulgando o surgimento de novas plataformas globais que tratam das tendências e desafios socioambientais contemporâneos. Recentemente, a pandemia de COVID-19 alterou as condições que vão desde o modo de vida das populações até mudanças na infraestrutura e na dinâmica territorial. Considerando estas forças motrizes globais e o cenário pós-pandêmico, este projeto se propõe a continuar e incrementar uma parceria internacional já existente com o objetivo de gerar conhecimento e capacitação no campo do planejamento considerando os desafios e as oportunidades de comparação global de casos metropolitanos. A relevância da proposta está relacionada ao fato de que Brasil e Alemanha são estados federais, do Sul e Norte Global respectivamente, compartilhando o desafio de melhorar a coordenação intergovernamental em escala metropolitana e dar respostas por meio de políticas e práticas de planejamento às dinâmicas territoriais. Neste sentido, um estudo comparativo sobre o planejamento metropolitano em um cenário pós-pandêmico é uma oportunidade para um projeto de pesquisa e intercâmbio acadêmico, mas se trata também de um desafio teórico e metodológico. No âmbito da parceria as sinergias entre as universidades da TU-Dortmund (TU-Do) e UFABC e agências técnicas adicionais localizadas na Região do Ruhr e Região Metropolitana de São Paulo têm resultado em ações. Uma das ações no campo da pesquisa e do treinamento de novos pesquisadores e planejadores é a participação da UFABC no Mestrado Internacional em "Spatial Plan­ning for Regions in Growing Economies" (SPRING) sediado na TU-Do.  Esse projeto de cooperação acadêmica preparou o caminho para a implementação de um programa de mestrado in joint degree na UFABC em 2020, ensinado completamente em inglês, e a criação de um Plano Estratégico Global SPRING (a partir de 2019) que inclui metas de médio e longo prazo no treinamento de planejadores espaciais na rede SPRING envolvendo outros parceiros da TU-Do. Além do treinamento de planejadores espaciais, o plano estratégico da rede SPRING inclui ações de pesquisa, intercâmbio e publicações. Essas iniciativas construíram um projeto T-AP - Plataforma Transatlântica (2022-2025) - sob a coordenação da Prof. Dra. Sophie Schramm (TU-Do) e da Prof. Dr. Sandra Momm (UFABC). Essas são as bases que esta proposta de projeto procura explorar em mais um esforço colaborativo avançando na discussão teórica-metodológica sobre comparação de casos metropolitanos. O intercambio de conhecimento, expertise e ferramentas no estudos metropolitanos comparados se dará por meio de reuniões, workshops, seminário, produção de artigos, contribuindo e interagindo com projetos em andamento citados acima. Esse intercâmbio envolve ainda jovens pesquisadores e gestores.No campo da divulgação técnico-científica, TU-Do é uma universidade parceira da Habitat UN que permitirá atividades de divulgação, além da participação em organizações internacionais de planejamento como AESOP (TU-Do), ALEUP (UFABC) e GPEAN. Outro tópico importante está relacionado à exploração de oportunidades e à construção da base para um novo projeto a ser apresentado, como tem acontecido nesta parceria de pesquisadores e universidades. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)