Busca avançada
Ano de início
Entree

Medições de BVOC (emissões, fluxos e reatividade) durante o Período de Observação Especial do BIOMASP+

Processo: 22/14426-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 21 de março de 2023 - 12 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Adalgiza Fornaro
Beneficiário:Adalgiza Fornaro
Pesquisador visitante: Agnès Borbon
Inst. do pesquisador visitante: Laboratoire de Météorologie Physique (LaMP), França
Instituição Sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/07141-2 - Emissões biogênicas, química e impactos na Região Metropolitana de São Paulo: BIOMASP+, AP.TEM
Assunto(s):Química atmosférica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:aerossol orgânico secundário | composição química atmosférica | compostos orgânicos voláteis biogênicos (BCOV) | Poluentes secundários | proton transfer mass spectrometer - PTR-Tof-MS-Charon | reator fotoquímico | Química atmosférica

Resumo

O projeto BIOMASP+ (Emissões BIOgênicas na Região Metropolitana de São Paulo) é um projeto bilateral entre Brasil e França. Este projeto com duração de 5 anos é coordenado pela Dra Adalgiza Fornaro da Universidade de São Paulo (IAG, USP) e pela Dra Agnès Borbon da Universidade de Clermont Auvergne/CNRS (LaMP). O BIOMASP+ quantificará as emissões e concentrações de BVOC e seus principais mecanismos da interação entre processos biogênicos e antropogênicos afetando a formação de poluentes secundários sob condições climáticas presentes e futuras na MASP. A megacidade de São Paulo (MASP) é emblemática dessas ameaças e processos devido à coexistência de atividades antrópicas densas, florestas tropicais urbanas, intensa fotoquímica. Durante os últimos dois anos, muitos esforços experimentais foram feitos na implementação dos dois locais de medição pelos grupos brasileiros. Em particular, grandes esforços foram dedicados à implementação das duas torres de fluxo em ambos os supersites na MASP pela equipe brasileira, na caracterização da vegetação, no desenho de experimentos de laboratório e de campo e na busca de financiamento adicional para recrutamento de doutorado e pós-doutorado. O próximo ano de 2023 será um crucial com a montagem da campanha intensiva de campo do projeto entre 15 de março e 15 de abril de 2023 (Período Especial de Observação - SOP 3). Parte da instrumentação (essencialmente espectrômetros de massa, cromatógrafos a gás e um sistema Relaxed Eddy Accumulated) será enviado da França por diferentes parceiros (LaMP, IMT Nord Europe, CEFE). Assim, o apoio financiado para uma visita de três meses no IAG-USP é solicitado aqui para a Dra. Agnès Borbondurante o período do SOP3 para a preparação e coordenação científica da campanha intensiva de campo em conjunto com Adalgiza Fornaro e a preparação de um resumo descrevendo o projeto a ser submetido ao Bulletin of American Meteorology Society. As principais atividades da Dra. Agnès Borbon durante sua visita em 2023 estão descritas abaixo:BIOMASP+01 a 15 de março:1- Preparação e coordenação da campanha de campo intensiva com Adalgiza Fornaro.2- Finalização do implementação segura para disponibilização dos dados no sistema AERIS https://en.aerisdata.fr/.3- Discussão do documento de visão geral com os diferentes parceiros brasileiros (grupos USP e Instituto de Pesquisas Ambientais-SP).15 de março - 15 de abril:1- Medições e coordenação de campo do SOP3 (o grupo da Dra. Borbon ficará sediado no supersite Morro Grande). 2- Comunicação e atualização da atividades e resultados através do site do projeto.3- Preparo e armazenamento para envio dos instrumentos que vieram pro SOP3 de volta pra França.15 de abril a 31 de maio:1- SOP3 Tratamento de dados e elaboração do Plano de Gerenciamento de Dados (DMP).2- Reunião do projeto em modo remoto para avaliação sobre a campanha de campo intensiva e planejamento do trabalho futuro entre todos os grupos.3- Discussão e elaboração do primeiro rascunho da visão geral do BIOMASP+ com os diferentes parceiros brasileiros.4- Seminário no IAG sobre a interação entre emissões biogênicas e antropogênicas de COV na poluição urbana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)