Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da viabilidade da produção de extratos secos das plantas Psidium guajava L. e Eugenia uniflora, e líquen Cryptothecia rubrocincta aplicados como bioinsumo farmacêutico e alimentício

Processo: 21/13911-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2022 - 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Nilsa Sumie Yamashita Wadt
Beneficiário:Nilsa Sumie Yamashita Wadt
Empresa Sede:WADT CONSULTORIA FARMACEUTICA LTDA
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Atividades de profissionais da área de saúde, exceto médicos e odontólogos
Município: Valinhos
Pesquisadores principais:
Danilo Wadt
Pesquisadores associados: Edgar Matias Bach Hi ; Erna Elisabeth Bach
Assunto(s):Fitoterapia  Secagem  Cadeia produtiva  Extratos vegetais  Psidium guajava  Eugenia (planta)  Insumos farmacêuticos  Alimentos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cadeia produtiva de fitoderivados | extratos secos | fitoterapia | Secagem | Fitoterapia

Resumo

A produção de bioinsumos farmacêuticos é atividade de extrema importância para a fitoterapia, que é considerada como uma das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) e corresponde ao uso de plantas medicinais e seus derivados nas mais variadas formas farmacêuticas. O Brasil é um país megadiverso, em função de apresentar cerca de 20% da biodiversidade mundial, fazendo com que tenha condições estratégicas para participar mais efetivamente do mercado dos fitoterápicos.Indo de encontro a esse cenário, a WADT Consultoria Farmacêutica Ltda. (WADT), submete esse projeto que tem como principal intenção estudar a viabilidade da produção de extratos secos com propriedades físicas desejadas, a serem aplicados na área farmacêutica seja em preparações de comprimidos, cápsulas, granulados, pomadas, como produto intermediário, e também na área alimentícia. Serão estudadas duas técnicas de secagem, representadas pela nebulização ou spray-dryer e a liofilização. A justificativa da escolha das técnicas é que as mesmas são as mais aplicadas para a obtenção e padronização de extratos secos, para fins de utilização como insumo farmacêutico de interesse para a produção de fitoterápicos. As espécies vegetais selecionadas nessa pesquisa (Psidium guajava L. e Eugenia uniflora), estão incluídas na Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse do SUS (RENISUS), o que confirma a potencialidade como planta medicinal, justificando a importância da investigação de via viabilidade tecnológica, e do líquen Cryptothecia rubrocincta com potencial corante e farmacológico. Ressalta-se que desde o ano de 2008 a coordenadora do projeto conduziu estudos que definiram procedimentos voltados ao preparo, secagem e moagem do material; estabeleceu marcadores químicos para sua determinação analítica; validaram metodologias de extração; conduziram a avaliação físico-química e quantificaram metabólitos secundários com diferentes atividades terapêuticas; bem como conduziram a caracterização microbiológica e toxicológica. Nessa proposta será conduzido o preparo, a secagem e a moagem do material vegetal; caracterizadas as matérias-primas e determinados os limites físico-químicos para estabelecer parâmetros para o controle de qualidade da droga vegetal; realizadas a extração, padronização da solução extrativa e caracterização fitoquímica; além de realizado o estudo dos métodos de secagem, procurando otimizar e caracterizar tecnologicamente os produtos secos, para então compará-los mediante avaliação físico-química dos extratos e atividade biológica. Os ensaios de secagem e liofilização serão conduzidos em instalações de duas Instituições de Ensino e Pesquisa (ICTs) sediadas no Estado de São Paulo, o Centro de Tecnologia de Frutas e Hortaliças (Fruthotec) do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL); e pelo Instituto de Pesca do Estado de São Paulo, vinculado à Agência Paulista de Tecnologias do Agronegócio (APTA), respectivamente. Os resultados esperados do projeto Fase 1 consiste em ter definido o sistema e as melhores condições de secagem mais apropriada dos derivados vegetais (extrato) das folhas de Psidium guajava L. e Eugenia uniflora, e do líquen Cryptothecia rubrocincta para posteriormente empregá-los no desenvolvimento em produtos intermediários e finais de natureza farmacológica ou alimentícia. E, também apresentar o estudo de viabilidade técnico e econômico/financeiro da secagem de tais derivados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)