Busca avançada
Ano de início
Entree

Centro de Ciências para o Desenvolvimento CCD - Soluções para os resíduos pós-consumo: embalagens e produtos

Processo: 21/11967-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Centros de Ciência para o Desenvolvimento
Vigência: 01 de junho de 2022 - 31 de maio de 2027
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Eloísa Elena Corrêa Garcia
Beneficiário:Eloísa Elena Corrêa Garcia
Instituição Sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Cláudia Echevenguá Teixeira ; Marisa Padula ; Susana Carla Farias Pereira ; Vivian Lara dos Santos Silva Rossignolo
Pesquisadores associados: Adriane Angélica Farias Santos Lopes de Queiroz ; Alexandre Pignanelli ; Ana Paula Reis Nolêtto ; Anna Lucia Mourad ; Beatriz Thie Iamanaka ; Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco ; Camila Camolesi Guimarães ; Carmen Cecilia Tadini ; Cassiana Carolina Montagner ; Christiane Quartarolli Moreira ; Claire Isabel Grígoli de Luca Sarantópoulos ; Daniele Fidelis Borges ; Danielle Ito ; Diego Stéfani Teodoro Martinez ; Edvaldo Rodrigo de Morais ; Eliane Aparecida Benato Rodrigues da Silva ; Elisabete Segantini Saron ; Fabiana Ramos Souza Felipe ; Fábio Gomes Teixeira ; Fausto Makishi ; Fernanda Peixoto Manéo ; Fiorella Balardin Hellmeister Dantas ; Gabriel Vicente Bitencourt de Almeida ; Gessuir Pigatto ; Gustavo Henrique Moraes ; Izabel Cristina Freitas Moraes ; Joao Paulo Fabi ; Joyce Borghetti Pitta ; Juliana Bonomi Santos de Campos ; Juliana da Silva Bernardes ; Juliana Sanches de Laurentiz ; Larissa Felicidade Werkhauser Demarco ; Leandro Hiroyuki Moriyama Konatu ; Leda Coltro ; Letícia dos Santos Macedo ; Luciana Harumi Hashiba Maestrelli Horta ; Luciana Marques Vieira ; Luciana Stocco Betiol ; Luis Henrique Pereira ; Luís Marangoni Júnior ; Marcelo Gattermann Perin ; Maria Teresa de Alvarenga Freire ; Mariana Amaral Dias ; Mário Tyago Murakami ; Mary Ângela Favaro Perez ; Merenice Roberto Sobrinho ; Michele Scarton ; Milena Martelli Tosi ; Neusely da Silva ; Patrícia Kaji Yasumura ; Paula Fernanda Janetti Bócoli ; Paulo Henrique Massaharu Kiyataka ; Paulo José do Amaral Sobral ; Pedro Tonhozi de Oliveira ; Raquel Massulo Souza ; Roniérik Pioli Vieira ; Rubia Figueredo Gouveia ; Sandra Balan Mendoza Jaime ; Sandra Lúcia de Moraes ; Silvia Tondella Dantas ; Simone Sehnem ; Susana Marta Isay Saad ; Tiago Bassani Hellmeister Dantas ; Victor Zeferino e Resende
Bolsa(s) vinculada(s):24/00347-5 - Reciclagem de poliolefinas pós-consumo para material de embalagens para contato com alimentos, considerando o cenário brasileiro: determinações analíticas e avaliação de risco de migração de substâncias adicionadas intencionalmente e não intencionalmente, BP.PD
23/15354-4 - Logística reversa de embalagens no Brasil: modelos, soluções e inclusão socioprodutiva., BP.PD
23/13997-5 - Cocriação, Educação e Disseminação de Soluções para Redução de Resíduos Sólidos nos Serviços de Alimentação, BP.PD
22/13794-4 - Ativismo corporativo: uma proposta de mensuração, BP.DR
Assunto(s):Economia circular  Embalagens  Reciclagem  Design  Resíduos orgânicos  Resíduos sólidos  Meio ambiente  Gestão ambiental  Desenvolvimento de novos materiais  Cadeia produtiva  Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Design | economia circular | Embalagens | Reciclagem | resíduo orgânico | Resíduo sólido pós-consumo | Meio Ambiente, Gestão Ambiental, Desenvolvimento de materiais e tecnologias, Gestão de cadeias produtivas

Resumo

A problemática sobre os resíduos sólidos urbanos é bastante conhecida tanto no âmbito mundial como no Brasil. Entre 2010 e 2019, a geração de resíduo sólido urbano (RSU) no Brasil saltou de 66,7 para 79,1 milhões de toneladas (Mt) por ano, representando um incremento de 18,6%, enquanto a população aumentou 10,2% no mesmo período. No estado de SP a geração de RSU passou de 18,8 para 23,1 Mt, um aumento de 22,9% e o incremento da população foi de 11,3%.A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída em 2010 pela Lei n. 12.305 tem norteado iniciativas importantes no país para lidar com o enorme volume de resíduos sólidos gerados diariamente. Entretanto, há muitos problemas a serem resolvidos, que para sua solução exigem visão sistêmica na gestão dos resíduos sólidos, responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, educação para o consumo sustentável, reconhecimento do resíduo sólido reutilizável e reciclável como um bem econômico e de valor social e gestão do RSU alinhada com os princípios do desenvolvimento sustentável. Também define as responsabilidades dos vários elos que participam da cadeia de suprimentos, com relação à destinação dos resíduos pós-consumo, à relevância da inclusão dos catadores nos sistemas de gestão dos resíduos, a estrutura para tratamento dos RSU, a desativação de lixões e a logística reversa para produtos, dentro os quais as embalagens (cerca de 32% dos RSU), são outras demandas ainda com relevantes pendências. As soluções necessárias para a situação dos RSU são bastante complexas, uma vez que envolvem questões de desenvolvimento tecnológico, de gestão de cidades, de diversidade de infraestrutura disponível nas diferentes cidades e regiões e depende do engajamento de toda a sociedade - gestores públicos e empresariais e da população.Por estes motivos, o gerenciamento dos resíduos sólidos pós-consumo requer visão de cadeia desde o fabricante até o consumidor; viabilidade econômica nos processos de tratamento de resíduos; educação dos consumidores para o descarte correto dos resíduos para atender a logística reversa; questões sociais relativas aos catadores e cooperativas que atuam na coleta e separação dos recicláveis; economia circular aplicada às embalagens e resíduos de alimentos descartados que retornam ao ciclo por meio dos processos de reciclagem e compostagem ou biometanização.Considerando esses fatores, é notório que a questão dos resíduos sólidos pós-consumo no Estado de SP é um problema que está longe de ser resolvido na sua integralidade, o que fez com que a SAA endereçasse a priorização do tema pelo seu Cetea do Ital. Esta proposta objetiva contribuir com soluções efetivas para este importante problema por meio da criação do CCD - Soluções para os resíduos pós-consumo: embalagens e produtos, com a missão de desenvolver soluções inovadoras voltadas ao problema dos resíduos pós-consumo para reduzir ou eliminar o seu impacto negativo, com base nos princípios da economia circular e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O compromisso assumido pelo CCD é gerar e difundir conhecimento aplicado para servir de apoio ao desenvolvimento de soluções sustentáveis de interesse do setor produtivo e da sociedade, por meio de inovações tecnológicas, sociais, de modelos de negócio e de proposições de políticas públicas. A atuação do CCD promoverá a integração dos sistemas produtivos de alimentos e outros produtos de consumo e de embalagens com a pesquisa realizada pelas principais instituições do Estado de São Paulo com foco em soluções para os resíduos urbanos pós-consumo, por meio do desenvolvimento de materiais e embalagens inovadoras, de tecnologia de aproveitamento de resíduo sólido orgânico para a produção de biogás, de processos inovadores para a reciclagem de plásticos e outras ações inovadoras para a gestão e promoção da economia circular, pela otimização de materiais e sistemas de embalagem para redução de desperdício de alimentos, redução de perdas pela mitigação de resíduos e atuação em educação ambiental. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TURRIZIANI, BRUNA BONATO; VIEIRA, RONIERIK PIOLI; MARANGONI JR, LUIS; ALVES, ROSA MARIA VERCELINO. Mechanical Recycling of Multilayer Flexible Packaging Employing Maleic Anhydride as Compatibilizer. JOURNAL OF POLYMERS AND THE ENVIRONMENT, v. N/A, p. 13-pg., . (17/50349-0, 21/11967-6, 21/04043-2)
TURRIZIANI, BRUNA BONATO; PEREZ, MARY ANGELA FAVARO; KIYATAKA, PAULO HENRIQUE MASSAHARU; VIEIRA, RONIERIK PIOLI; MARANGONI JUNIOR, LUIS; ALVES, ROSA MARIA VERCELINO. Effect of maleic anhydride-based compatibilizer incorporation on the properties of multilayer packaging films for meat products. JOURNAL OF POLYMER RESEARCH, v. 30, n. 6, p. 11-pg., . (18/15758-0, 18/15759-6, 21/04043-2, 17/50349-0, 21/11967-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.