Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo experimental do comportamento hemodinâmico de vasos sanguíneos produzidos por engenharia de tecidos com células-tronco em aorta de coelhos

Processo: 21/14145-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2022 - 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Matheus Bertanha
Beneficiário:Matheus Bertanha
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Carlos Alan Candido Dias Junior ; Stephanie Willerth
Bolsa(s) vinculada(s):23/05874-0 - Recelularização de scaffold com células endoteliais e células musculares lisas, BP.TT
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos vasculares  Doenças cardiovasculares  Doença arterial periférica  Terapia baseada em transplante de células e tecidos  Tecidos suporte  Células-tronco  Endotélio  Vasos sanguíneos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:célula-tronco | Doença arterial periférica | endotélio | Tecidos Suporte | terapia celular | vasos sanguíneos | Cirurgia Vascular

Resumo

As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pela mortalidade na população ocidental, dos quais 5% apresentam doença arterial periférica (DAP). Com o agravamento da DAP em pacientes sintomáticos sem condições clínicas ou técnicas para a revascularização do membro acometido, cerca de 25% acabam evoluindo para amputação do membro inferior. Pesquisas recentes vêm mostrando um futuro promissor na terapia regenerativa e substitutiva de tecidos envolvendo células-tronco e engenharia celular, com aplicação clínica em diversas doenças, incluindo as de origem cardiovascular. Objetivo: Promover o desenvolvimento das técnicas de engenharia de tecidos em vasos sanguíneos a partir de um modelo animal, utilizando-se de arcabouços produzidos por descelularização de veias cavas inferiores, promovendo seu repovoamento celular com células-tronco mesenquimais autólogas, promover a diferenciação celular in vitro e implantá-las na aorta abdominal para testar sua funcionalidade in vivo. Métodos: Serão utilizados 40 coelhos fêmeas para todos os experimentos. Veias cavas inferiores serão obtidas de 20 destes coelhos para a produção dos arcabouços pelo processo padronizado de descelularização com dodecil sulfato de sódio 1% (SDS) e os grupos de veias alogênicas in natura. Para obtenção das células-tronco mesenquimais derivadas de tecido adiposo, fragmentos de 2g de gordura interescapular serão coletados por técnica cirúrgica asséptica e expandidas após digestão enzimática (autólogas para o experimento in vivo). Serão dois grupos no teste in vivo, onde será realizada uma interposição da veia cava, in natura alogênica na aorta abdominal (n=10) (Grupo 1 veia cava alogênica) em comparação ao grupo que receberá uma interposição do neovaso produzido na aorta abdominal (n=10) (Grupo 2 Neovaso com CTM autóloga). Serão realizadas análises do produto nas duas etapas, basicamente por análise histomorfológica, imunohistoquímica e imunofluorescência. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)