Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do peso ou composição corporal na condição clínica, biomecânica e muscular de indivíduos com dor femoropatelar: um estudo prospectivo

Resumo

O aumento do peso corporal é um problema de saúde pública associado a diversas desordens musculoesqueléticas. Recentemente, uma revisão sistemática reportou que indivíduos com dor femoropatelar (DFP) apresentam maior índice de massa corpórea (IMC) comparado aos indivíduos assintomáticos. Estudos recentes do nosso grupo também mostraram que mulheres com DFP apresentam maior porcentagem de gordura corporal e menor massa muscular comparado aos controles; e que a maior porcentagem de gordura corporal e menor porcentagem de massa magra estão associados com a pior capacidade funcional e menor torque dos músculos do joelho e quadril de indivíduos com DFP. O aumento do peso corporal é comumente associado a diminuição do nível de atividade física e pode influenciar diversos fatores que estão alterados em indivíduos com DFP como a própria dor, função, fatores psicológicos, qualidade de vida, torque muscular, e parâmetros biomecânicos. No entanto, nenhum estudo longitudinal foi realizado para investigar a influência do peso, composição corporal, e nível de atividade física na condição clínica, biomecânica e muscular de homens e mulheres com DFP a longo prazo. Portanto, este projeto tem por objetivo geral investigar a influência do peso, composição corporal e nível de atividade física na dor, função, qualidade de vida, fatores psicológicos, função objetiva, torque muscular dos músculos do joelho e quadril, e estresse femoropatelar de indivíduos com DFP em um período de 3 anos. Homens e mulheres com e sem DFP e idade entre 18 e 35 anos serão recrutados para participar desse estudo. Dados autorreportados (i.e., dor, função, qualidade de vida, cinesiofobia, catastrofismo, nível de atividade física), medidas antropométricas (i.e., peso, altura, dobras cutâneas), composição corporal, desempenho em testes funcionais como o single leg hop test, torque máximo dos músculos extensores e flexores de joelho e abdutores de quadril, e dados biomecânicos serão obtidos, sendo os últimos utilizados para calcular o estresse femoropatelar. Testes estatísticos serão utilizados para comparar as variáveis de interesse após 3 anos (baseline x follow up). Regressões lineares serão realizadas para investigar o quanto a mudança no peso, composição corporal e nível de atividade física explicam mudanças na condição clínica, biomecânica e capacidade muscular de homens e mulheres com DFP. Para aqueles indivíduos que não tiveram mudança clinicamente importante no peso corporal (variação de menos de ±7% no peso corporal), regressões lineares serão calculadas para investigar o quanto o peso e a composição corporal após 3 anos explicam a condição clínica, biomecânica e capacidade muscular de homens e mulheres com DFP. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOTTA, ANA FLAVIA BALOTARI; WAITEMAN, MARINA CABRAL; DUCATTI, MATHEUS HENRIQUE MAIOLINI; GARCIA, CARMEN LUCIA GOMES; FARINELLI, LUCCA ANDRE LIPORONI BEGO; BAZETT-JONES, DAVID MATTHEW; BRIANI, RONALDO VALDIR; DE AZEVEDO, FABIO MICOLIS. Patellofemoral pain over time: Protocol for a prospective, longitudinal study investigating physical and non-physical features. FRONTIERS IN SPORTS AND ACTIVE LIVING, v. 4, p. 11-pg., . (20/12703-0, 22/10236-0, 22/10069-7, 20/14715-5, 20/12257-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.