Busca avançada
Ano de início
Entree

Protistas ciliados: uma nova fonte de moléculas com atividades antimicrobianas

Processo: 22/00538-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2022 - 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marcus Vinicius Xavier Senra
Beneficiário:Marcus Vinicius Xavier Senra
Instituição Sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Lívia Seno Ferreira Camargo
Assunto(s):Cilióforos  Chlamydomonas reinhardtii  Anti-infecciosos  Peptídeos catiônicos antimicrobianos  Genômica  Transcriptoma  Expressão heteróloga  Superexpressão gênica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:agentes antimicrobianos | Chlamydomonas reinhardt | Ciliophora | expressão heteróloga | Genômica | super-expressão | Agentes antimicrobianos

Resumo

Protistas ciliados (Ciliophora) são organismos diversos (~8,000 espécies formalmente descritas) e ancestrais (~1.1 bilhão de anos), que formam um grupo monofilético de eucariotos unicelulares capazes de colonizar quase que qualquer ecossistema marinho e terrestre, atuando como principais predadores de bactérias e outros microrganismos. Curiosamente, mesmo com esta íntima história coevolutiva, não há relatos de patógenos letais, sugerindo que os ciliados devam apresentar um eficiente mecanismo de controle de infecções. De fato, diversas moléculas com atividade antimicrobiana vêm sendo identificadas em ciliados; dentre elas, alguns peptídeos antimicrobianos (AMPs), pequenos componentes do sistema humoral de eucariotos e procariotos, com potente atividade contra uma variedade de microorganismos, pouca toxicidade às células de mamíferos, susceptíveis a modelagem racional, estáveis e que raramente induzem ganho de resistência em organismos alvos. Aqui, nos propomos realizar uma busca, nos cerca de 200 genomas e transcriptomas de ciliados disponíveis em bancos públicos de sequências, para identificação e caracterização de novos AMPs, utilizando para isso, diferentes ferramentas de bioinformática. Em uma segunda etapa, iremos superexpressar os AMPs mais promissores em sistema heterólogo baseado na microalga Chlamydomonas reinhardtii; e conduzir testes in vitro, com estes AMPs purificados, contra um painel de bactérias e fungos, para validação dos dados obtidos in silico e para o estabelecimento de um novo método de produção em larga escala de AMPs, com aplicação na terapêutica humana, veterinária e agrícola, para o controle de patógenos, incluindo aqueles resistentes e multirresistentes aos mais diversos antibióticos convencionais; mas também para atender à crescente demanda da indústria alimentícia e de cosméticos por novas moléculas antimicrobianas mais eficientes para fins de preservação de produtos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SENRA, MARCUS VINICIUS XAVIER. In silico characterization of cysteine-stabilized alpha beta defensins from neglected unicellular microeukaryotes. BMC Microbiology, v. 23, n. 1, p. 9-pg., . (22/00538-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.