Busca avançada
Ano de início
Entree

Elementos conjugativos e integrativos da família SXT/R391 em Proteus mirabilis

Processo: 21/15170-5
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2022 - 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Rodrigo da Silva Galhardo
Beneficiário:Rodrigo da Silva Galhardo
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia molecular  Infecções urinárias  Proteus mirabilis  Mutagênese  Sistemas toxina-antitoxina  Resistência microbiana a medicamentos  Sequências repetitivas dispersas  Transcriptômica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Elementos genéticos móveis | Mutagênese | Proteus mirabilis | resposta SOS | toxina-antitoxina | Microbiologia Molecular

Resumo

Proteus mirabilis é um patógeno bacteriano envolvido principalmente em infecções no trato urinário. Essa espécie bacteriana é frequentemente portadora de elementos conjugativos integrativos (ICEs) da família SXT/R391. Estes são responsáveis pela dispersão de genes de resistência a antimicrobianos. Estes elementos são grandes e carregam, além de genes de resistência e daqueles responsáveis pelo seu processo de excisão e conjugação, genes cuja função ainda não é conhecida. Recentemente, identificamos em um isolado clínico brasileiro um elemento desta família denominado ICEPmiJpn1, originalmente identificado no Japão, e posteriormente encontrado em isolados clínicos e ambientais em diversas localidades ao redor do globo. Demonstramos recentemente que o ICEPmiJpn1 confere a capacidade de mutagênese induzida por danos no DNA a isolados clínicos de P. mirabilis, através dos genes rumAB ali presentes. Além disso, verificamos que estes genes influenciam na transmissão deste elemento móvel. Neste projeto, continuaremos a caracterização do papel de rumAB na biologia destes elementos e na resposta de P. mirabilis a agentes antimicrobianos. Dada a regulação das funções conjugativas destes elementos após danos no DNA, avaliaremos o impacto dos ICEs sobre a resposta a danos do hospedeiro através de transcriptômica. A função do sistema toxina-antitoxina hipAB contido no ICE também será avaliada, com relação ao seu possível envolvimento na formação de células persistentes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARCO A. LIMA-NORONHA; DOUGLAS L. H. FONSECA; RENATTA S. OLIVEIRA; RÚBIA R. FREITAS; JUNG H. PARK; RODRIGO S. GALHARDO. Sending out an SOS - the bacterial DNA damage response. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, v. 45, n. 3, . (20/12744-8, 19/19435-3, 20/00535-5, 21/15170-5)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.