Busca avançada
Ano de início
Entree

Resiliência frente à COVID-19: adaptações para o fortalecimento da agricultura familiar na fronteira agrícola amazônica

Processo: 21/07467-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2022 - 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Renata Evangelista de Oliveira
Beneficiário:Renata Evangelista de Oliveira
Instituição Sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Adriana Cavalieri Sais ; Alexandre de Azevedo Olival ; Carolyn Petersen ; Edson José Vidal da Silva ; Fausto Makishi ; Jozivaldo Prudêncio Gomes de Morais ; Mariana Campana ; Marla Leci Weihs ; Richard Toby Pennington ; Robert Buschbacher ; Valeria Oliveira de Vasconcelos ; Wagner Gervazio ; Wendy-Lin Bartels
Bolsa(s) vinculada(s):22/13095-9 - Empreendimentos familiares agroecológicos para o fortalecimento da resiliência de sistemas socioecológicos, BP.PD
22/04507-1 - Resiliência frente a covid 19: adaptações para fortalecimento da agricultura familiar em região de fronteira agrícola amazônica, BP.PD
Assunto(s):Agricultura familiar  Desenvolvimento rural sustentável  Gestão colaborativa  Pesquisa-ação  Teoria da resiliência 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:adaptação | Desenvolvimento Rural Sustentável | gestão colaborativa | Interdisciplinaridade | pesquisa-ação | Resiliência da agricultura familiar | Estudo da resiliência

Resumo

Populações rurais formam um grupo social bastante atingido pela Pandemia de Covid19, e segundo a Agenda de Pesquisa das Nações Unidas (UN-Research Roadmap COVID-19), sofrem grande marginalização. A presente proposta tem por objetivo estabelecer uma rede colaborativa de pesquisa, para analisar o sistema socioecológico da Agricultura Familiar, em uma região de fronteira agrícola, enfocando as etapas de análise da resiliência - Resiliência de quê?, Resiliência contra quê?, Estratégias de adaptação aos impactos - em quatro dimensões de análise (formas de ocupação da paisagem e uso de recursos, relações econômicas e de mercado, interações sociais, governança e instituições). O processo será baseado na metodologia de Pesquisa-Ação, e visará a construção de Conhecimento Interdisciplinar, a partir da participação dos grupos sociais envolvidos, e tendo a Teoria da Resiliência como tema integrador. Analisaremos os impactos e possíveis estratégias para fortalecimento da resiliência dos agricultores neste novo cenário, nas temáticas: 1- Produção e comercialização; 2- Governança local; 3- Saúde, bem-estar e qualidade de vida; 4- Inclusão social; 5- Formação e educação; 6- Tecnologias de informação e comunicação. Avaliaremos os resultados obtidos relacionando-os ao (i) papel das políticas compensatórias implementadas no cenário pré pandemia, suas falhas e avanços, e (ii) Possibilidades de articulação de políticas públicas com gestores municipais, utilizando-nos de metodologias participativas envolvendo diferentes atores sociais. Nosso objetivo é interpretar os resultados de forma colaborativa com as comunidades, para que a compreensão sobre processos e proposição de estratégias sejam coletivas, participativas e dialógicas, aproveitando conexões já estabelecidas entre comunidades, ONGs e universidades. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)