Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de candidatos a material de referência certificado multielementar em matrizes ambientais

Resumo

O desenvolvimento e produção de materiais de referência certificados (MRC) é um grande desafio, apesar da elevada demanda do mercado brasileiro. As novas normas e políticas cada vez mais direcionadas para o sistema de gestão da qualidade (SGQ) têm exigido e os órgãos responsáveis têm fiscalizado o uso adequado desses materiais, aumentando a procura e consequentemente a comercialização. Porém, poucas unidades produtoras de MRC são encontradas no Brasil e elas são incapazes de suprir as necessidades do mercado nacional, sendo necessária a importação da maior parte dos MRC consumidos no país. Segundo o último relatório de atividades da REMEQ e de organismos como a Cetesb, apontaram que o principal problema na área ambiental é o uso de padrões inadequados para a amostra que está sendo analisada por questões de diferenças de matriz. Os Produtores de Materiais de Referência (PMR) do Brasil não possuem acreditação para os elementos e matrizes propostos, sendo apenas um deles tem mensurandos inorgânicos, em solução pura de água, não em matriz. Dentre os PMR internacionais, 10 deles possuem escopos semelhantes de elementos, podendo ser considerados concorrentes. Durante o projeto PIPE Fase 1 foi desenvolvido dois candidatos a MRC com cinco cátions cada, sendo um em matriz de solo e outro em matriz de água natural superficial com a finalidade de uso para controle de qualidade das medições nos laboratórios. Foram executadas etapas de amostragem, processamento, caracterização para identificação, estudo de homogeneidade, estabilidade, caracterização para atribuição de valor de propriedade e estimativa de incerteza, além de um ensaio interlaboratorial para testagem dos materiais desenvolvidos com a participação de aproximadamente 70 laboratórios do Brasil e de Portugal. Os materiais desenvolvidos apresentaram boa homogeneidade e estabilidade durante o tempo estudado, podendo ser caracterizado como um material de referência após certificação do Instituto Nacional de Metrologia - Inmetro. Com isso identificou-se uma grande oportunidade de mercado, tendo em vista a ausência de grandes players em território nacional com o conhecimento e toda formação especializada da SPR e pouquíssimos materiais de referência certificados com as mesmas características propostas nesta 2ª fase. Portanto, o objetivo desse projeto é amostrar, processar, caracterizar, produzir e certificar candidatos à material de referência certificados de solo agrícola e ambiental (argiloso e arenoso), águas (superficiais, subterrâneas, minerais, de reuso e salinas) e sedimentos aquáticos para controle de qualidade em laboratórios de análise química acreditados e não acreditados ISO/IEC 17025. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)