Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um programa de educação em Diabetes Mellitus tipo 1 para escolas

Resumo

O Brasil é o terceiro país do mundo em número de crianças e adolescentes com diagnóstico de Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1); aproximadamente 50% desses pacientes são diagnosticados antes dos 10 anos de idade. Algumas crianças passam muito tempo nas escolas, por vezes recebendo duas grandes refeições no período escolar. Estudos nacionais mostraram que em média 20% das famílias estavam insatisfeitas com os cuidados oferecidos pela escola e mais de 70% com a impressão de que os professores devem ser mais bem informados sobre diabetes e treinados para lidarem com situações de emergência envolvendo o diabetes. Objetivos: Desenvolver, implementar e avaliar um Programa de Educação em Diabetes para profissionais que atuam nas escolas. Métodos: Estudo prospectivo com intervenção em forma de ação educativa e posterior avaliação do impacto das intervenções. O Programa de Educação consiste na disponibilização de material educativo impresso, treinamento presencial, treinamento via aplicativo de celular ou plataforma de educação à distância. A população de estudo são os pacientes atendidos no Ambulatório de Diabetes Pediátrico da Santa Casa de São Paulo e os profissionais que atuam nas escolas onde essas crianças e adolescentes estudam. Em 2020 constavam aproximadamente 200 pacientes com diagnóstico de DM1 em idade escolar em nosso ambulatório. Resultados esperados: Melhora da satisfação das famílias e dos profissionais da escola, maior número de pacientes que realizam monitorização glicêmica e aplicação de insulina no período escolar, menos abstenção da escola por motivos relacionados ao DM1 e melhora na hemoglobina glicada (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)