Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias para terminação de plantas de cobertura de verão para manejo de plantas daninhas na produção de hortaliças em plantio direto no sudeste do Brasil

Resumo

Os resíduos de plantas de cobertura mantidos na superfície do solo como palha para produção em plantio direto proporcionam diversos benefícios ecossistêmicos, incluindo a supressão de plantas daninhas. Assim, produtores rurais que utilizam plantas de cobertura em seus sistemas de produção tentam reduzir a utilização de defensivos agrícolas, especialmente herbicidas. No entanto esse trabalho teve como objetivo estudar o desempenho de diferentes plantas de cobertura em suprimir plantas daninhas e produzir biomassa seca na superfície do solo com e sem aplicação de glifosato para controlar plantas daninhas nos cultivos de tomate (Solanum lycopersicum L.) e brócolis (Brassica oleracea L. var. botrytis). Cinco espécies de plantas de cobertura (crotalaria juncea (Crotalaria juncea L.), feijão de porco (Canavalia ensiformis (L.) DC.), milheto [Pennisetum glaucum (L.) R. Br.], sorgo forrageiro [Sorghum bicolor (L.) Moench ssp. bicolor] e pousio (controle) foram utilizadas como tratamento principal; e como tratamento secundário foi a aplicação e não aplicação de glifosato sobre a palha das plantas de cobertura após a rolagem com rolo faca, constituindo delineameanto experimental de blocos casualizados com parcelas subdivididas. As palhadas de milheto, sorgo e crotalaria junceae proporcionaram maior supressão de plantas daninhas que o feijão de porco e pousio (controle) nos cultivos de tomate e brócolis. Aplicação de glifosato após a apassagem do rolo faca para formação da palhada sobre o solo reduziu em 103g m-2 e 20g m-2 aos 45 e 60 dias após o transplantio (DAT) do tomateiro, respectivamente, e resultou em maior produtividade comparado com a não aplicação. No cultivo do brócolis, aplicação de glifosato reduziu a biomassa de plantas daninhas, especialmente nos primeiros 30 DAT em 110g m-2, porém não incrementou a produtividade. A terminação das plantas de cobertura com rolo faca é técnica promissora para o manejo de plantas daninhas em cultivos hortícolas e que tem grande potencial para reduzir ou mesmo eliminar a utilização de herbicidas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)