Busca avançada
Ano de início
Entree

Lipossomas nanométricos revestidos com amido resiste tipo 3 como novo sistema de administração de probióticos: preparo, caracterização e comportamento de liberação

Processo: 20/00911-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2022 - 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Nathalie Almeida Lopes
Beneficiário:Nathalie Almeida Lopes
Empresa:Villas Boas & Lopes Pesquisa Experimental Ltda
CNAE: Comércio atacadista de cereais e leguminosas beneficiados, farinhas, amidos e féculas
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São José do Rio Preto
Assunto(s):Nanotecnologia  Alimentos funcionais  Probióticos  Lipossomos  Amido resistente 

Resumo

A demanda de probióticos cresceu devido ao aumento do consumo de alimentos funcionais que, além de oferecer nutrição fundamental, têm impactos benéficos à saúde. Apesar de se encontrar diversos produtos no mercado com adição de probióticos, sabe-se que essas bactérias são sensíveis a vários fatores como pH e oxigênio, podendo não permanecerem viáveis durante o prazo de validade de um produto e na passagem pelo trato gastrointestinal humano. Ao desenvolver esta pesquisa busca-se obter um composto funcional nanoencapsulado eficiente, resistente às variações de pH e ao sistema digestivo humano, e com isso alcançar um alto potencial econômico. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de nanolipossomas para aplicação como sistemas de veiculação de probióticos, de modo a atingir efeito prolongado após sua aplicação. Para isso, será incorporado amido resistente tipo 3 em diferentes concentrações (0,5, 1,0 e 1,5 mg/mL) à interface dos lipossomas, obtido a partir de amido de raízes, contribuindo para a liberação modulada dos compostos funcionais encapsulados. As nanoestruturas obtidas serão caracterizadas quanto às suas propriedades físico-químicas, eficiência de encapsulação e desempenho na proteção dos compostos encapsulados. Para avaliar a aplicabilidade dos lipossomas, serão realizados testes com células probióticas livres e encapsuladas, produzidos com e sem revestimento de amido resistente tipo 3, expostas a condições ambientais controladas que se assemelham aos de experimentos in vivo, para avaliar suas taxas de sobrevivência, utilizando um modelo in vitro (SHIME). Ao utilizar lipossomas com e sem revestimento, pretende-se avaliar se a adição do amido resistente promoverá aumento na vida útil e viabilidade dos probióticos durante o armazenamento e no trato gastrointestinal, bem como promover sua liberação controlada. Espera-se, com os resultados desta pesquisa, que o novo produto gerado se torne responsável por 50% do faturamento da Starch Tech Innovations, visando futuras operações no mercado de probióticos no Brasil, expandindo nossas áreas de atuação. O mercado mundial de probióticos tem apresentado crescimento médio anual de 7,6%. A América Latina é a região com maior consumo de produtos com probióticos no mundo, com o Brasil representando 52% do mercado com tendência de crescimento em torno de 11% até 2022. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)