Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento do miR-29c (miR-MT29) para o tratamento da atrofia muscular esquelética

Processo: 21/06754-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2021 - 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:William Jose da Silva
Beneficiário:William Jose da Silva
Empresa:Mirscience Therapeutics Serviços de Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Atividades de ensino não especificadas anteriormente
Município: São Paulo
Pesq. associados: Lucas Ariel Fernandes da Rocha ; Ricardo Di Lazzaro Filho
Vinculado ao auxílio:19/15795-5 - Superexpressão do miR-29c como um potencial tratamento da atrofia muscular esquelética na caquexia induzida pelo câncer, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):21/13155-9 - Desenvolvimento do miR-29c (miR-MT29) para o tratamento da atrofia muscular esquelética, BP.PIPE
Assunto(s):MicroRNAs  Oligonucleotídeos  Músculo esquelético  Atrofia muscular  Caquexia  Sarcopenia 

Resumo

O músculo esquelético é o maior tecido do corpo humano e está envolvido em processos homeostáticos fundamentais como regulação do balanço energético, além da postura e locomoção. A manutenção da qualidade do tecido muscular é um fator chave para uma vida mais saudável e com longevidade. A atrofia muscular é um processo adaptativo que reduz a massa e função do músculo e em diversos casos, como na caquexia no câncer e na sarcopenia no envelhecimento, afeta diretamente a qualidade de vida, aumentando a mortalidade. Em um recente trabalho demonstramos que a superexpressão do miR-29c, utilizando método de entrega gênica por eletroporação, é capaz de aumentar a massa e função do músculo esquelético de camundongos, além de reduzir genes relacionados à atrofia muscular in vivo e in vitro. Além disto, em nosso projeto PIPE fase 1, demonstramos que a superexpressão do miR-29c, foi capaz de inibir a atrofia muscular em camundongos com caquexia induzida pelo câncer ou com atrofia induzida por imobilização. Para avançarmos em nosso projeto com foco em futuros estudos clínicos, precisamos desenvolver uma molécula baseada no miR-29c e, neste sentido, precisam ser transpostos os desafios de desenvolvimento e otimização da molécula para entrega no tecido muscular. Nesta proposta de projeto PIPE fase 2, vamos desenvolver um oligonucleotídeo, baseado no miR-29c, a fim de ser uma futura abordagem de tratamento para doenças e síndromes que envolvem a perda de massa muscular esquelética. Em resumo, as etapas para este desenvolvimento consistem em: selecionar in vitro o melhor oligonucleotídeo com a sequência modificada do miR-29c; realizar testes in vivo para selecionar a melhor rota de administração, se intravenosa ou subcutânea, além de selecionar a melhor dose e averiguar o tempo de resposta; e por fim, utilizar o oligonucleotídeo para tratar a perda de massa muscular em modelos de camundongos com atrofia induzida por imobilização ou com caquexia induzida pelo câncer. No final deste projeto PIPE fase 2, esperamos estar prontos para o desenvolvimento dos estudos pré-clínicos, e com isso iremos ter um avanço muito importante no desenvolvimento do nosso produto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)