Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo, expressão gênica e desempenho de abelhas melíferas e bichos-da-seda bem e mal nutridos e intoxicados com fungicida de ação tríplice

Processo: 21/00702-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2021 - 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Daniel Nicodemo
Beneficiário:Daniel Nicodemo
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesquisadores associados:David de Jong ; Eduardo Festozo Vicente ; Evandro Pereira Prado ; Fábio Erminio Mingatto ; James Douglas Ellis ; Jaqueline Dalbello Biller Takahashi
Assunto(s):Apicultura  Abelhas  Apis mellifera  Polinização  Desequilíbrio ecológico  Toxicidade  Fungicidas  Fungos fitopatogênicos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Apis mellifera | Bombyx mori | casulos | Fungicida | Polinização | Toxicidade | Apicultura e Sericicultura

Resumo

O desequilíbrio ecológico inerente ao cultivo de extensas áreas com monoculturas implica na utilização de grandes quantidades de agrotóxicos. Dentre os produtos fitoquímicos, destacam-se os fungicidas, pois seu uso recorrente tem ocasionado a seleção de fungos fitopatogênicos resistentes. Dessa forma, doses maiores dos fungicidas existentes no mercado acabam sendo empregadas no campo, até que produtos com novos princípios ativos sejam disponibilizados ao agricultor. Uma nova estratégia para o combate de fungos fitopatogênicos é a formulação de fungicidas com três princípios ativos, visando o controle de populações de fungos em diferentes fases do ciclo de vida. Se esta alternativa tem se mostrado promissora do ponto de vista agronômico, para apicultores e sericicultores tal medida aparenta ser preocupante. Embora sejam insetos, o principal modo de ação de alguns fungicidas, a inibição da respiração mitocondrial, já foi constatado tanto em abelhas melíferas como no bicho-da-seda, podendo incorrer em prejuízos econômicos e socioambientais. Contudo, há de se considerar o estado nutricional desses insetos, haja vista que deficiências nutricionais podem implicar em maior suscetibilidade a agentes estressores, como os fungicidas. Em nosso estudo, iremos avaliar o efeito de trifloxistrobina, protioconazol e bixafem, que são os princípios ativos que compõem um fungicida comercial utilizado em grandes culturas agrícolas. Serão realizados ensaios para elucidar o efeito destes princípios ativos sobre a bioenergética mitocondrial, o estresse oxidativo e a expressão de alguns genes em abelhas melíferas (Apis mellifera) e lagartas do bicho-da-seda (Bombyx mori), que receberão dietas de alto e baixo valor nutricional. Além disso, será avaliado o desempenho das abelhas enquanto agentes polinizadores de soja tratada com o fungicida em estudo e será verificada a qualidade dos casulos produzidos por lagartas do bicho-da-seda que irão consumir folhas de amoreira obtidas em plantas tratadas com o fungicida de ação tríplice. Sendo assim, será possível verificar se os eventuais danos metabólicos e prejuízos inerentes à expressão gênica nesses insetos são menores quando os indivíduos são alimentados com dietas de alto valor nutricional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)