Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistoma, plasmidoma e viruloma de Enterobacterales isoladas do meio ambiente carreando genes mcr-like

Resumo

O primeiro mecanismo adquirido de resistência às polimixinas, codificado pelo gene mcr-1, foi descrito recentemente na China e, posteriormente, diversos estudos relataram a presença dos genes mcr-like em diferentes fontes no mundo todo. O meio ambiente tem sido descrito como um reservatório de bactérias multirresistentes (MDR), incluindo Escherichia coli e genes de resistência aos antimicrobianos (ARGs), que estão intimamente relacionados à sua disseminação para outras fontes, incluindo os seres humanos e os animais. A ocorrência dos genes mcr-like e de outros ARGs clinicamente relevantes já foi descrita em isolados bacterianos e no DNA total a partir de amostras ambientais, entretanto, poucos estudos relacionados à caracterização plasmidial e dos ambientes genéticos dos genes mcr-like foram realizados até o momento em isolados ambientais. Portanto, o objetivo do presente projeto de pesquisa é caracterizar isolados ambientais de Enterobacterales (de solo e de água) carreando os genes mcr-like através do sequenciamento do genoma completo para a determinação do resistoma, do plasmidoma e do viruloma Para isso, um total de 50 isolados serão sequenciados. Com os resultados obtidos será possível determinar as principais variantes do gene mcr que circulam no meio ambiente, quais as principais espécies da ordem Enterobacterales portadoras desse gene e o perfil completo dos isolados portadores desses genes, contribuindo, assim, para os estudos de vigilância e para o monitoramento de patógenos MDR resistentes à colistina, o que está associado ao conceito One Health. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)