Busca avançada
Ano de início
Entree

Cicatrização de alvéolos com biomaterial xenógeno exposto ao meio bucal e o efeito de hidrogel enriquecido: uma avaliação clínica, tomográfica, histomorfométrica e imunohistoquímica

Processo: 20/12740-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2021 - 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Mario Taba Junior
Beneficiário:Mario Taba Junior
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Carolina Caliári Oliveira ; Joao de Andrade Garcez-Filho ; Juliana Magro Ribeiro ; Priscila Lima dos Santos Almeida ; Roberta Okamoto ; Valessa Florindo Carvalho
Assunto(s):Processo alveolar  Alvéolo dental  Substitutos ósseos  Cicatrização  Hidrogéis 

Resumo

A integridade dos tecidos duros e moles, comprometida por mudanças fisiológicas e estruturais após a perda dentária, é um grande desafio da implantodontia moderna. A influência da cicatrização de tecidos moles em locais pós-extração e sua contribuição para a modelagem óssea tem ganhado atenção. Assim, a hipótese nula deste trabalho é que não há diferença na qualidade de tecido mole, preenchendo espaços do alvéolo com substituto ósseo deixando esse material exposto ou cobrindo a área com matriz de colágeno, ou hidrogel. Serão selecionados 28 pacientes com indicação de exodontia flapless em dentes posteriores, que receberão implante imediato tendo o gap do alvéolo preenchido com biomaterial xenógeno no nível do cicatrizador e gengiva circundante. Serão divididos dois grupos de forma randomizada onde a variação da técnica cirúrgica será o enxerto ósseo exposto ou coberto com matriz colágena selando a região do alvéolo ao redor do implante. A quantidade e qualidade do tecido ceratinizado na região do alvéolo, durante o processo de cicatrização serão avaliados nos dias 02, 07, 30; por meio de solução evidenciadora (azul de metileno 0,05%), fotografia padronizada e análises imunoenzimáticas dos níveis de VEGF, IL-1² e FGF-1. Também serão realizadas imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico para a avaliação da espessura de tecido mole e tecido duro imediatamente após a instalação do implante e após 4 meses de cicatrização. Para complementar os achados em pacientes, a cicatrização também será estudada em alvéolos de incisivo da maxila de ratos. Nesse modelo experimental, 05 grupos de alvéolos serão preenchidos com coágulo, osso xenógeno exposto ao meio oral, osso xenógeno coberto com matriz de colágeno e osso xenógeno coberto com hidrogel enriquecido com produto à base de amelogeninas ou ácido hialurônico. Após 2 semanas serão realizados o processamento histológico e as análises histomorfométricas em cortes corados com Hematoxilina e Eosina, Tricrômio de Masson e Sirius Red para evidenciar as fibras colágenas e estruturas mineralizadas, distinguindo a área, densidade e a porcentagem dos colágenos tipo I e III. O teste-t de Student e ANOVA ou complementares não paramétricos serão usados para identificar diferenças entre os grupos. Diferenças com valor de p<0,05 serão considerados estatisticamente significantes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)