Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição de crianças diabéticas a edulcorantes de alta intensidade através da dieta: uma abordagem integrada sobre riscos à saúde e regulação de alimentos

Resumo

Os edulcorantes são aditivos alimentares comumente utilizados como substitutos de açúcares na dieta de portadores de diabetes. O consumo de edulcorantes é considerado seguro quando a sua ingestão está abaixo da Ingestão Diária Aceitável (IDA). Dados nacionais sobre a ingestão de edulcorantes são escassos e não existem informações sobre a exposição de crianças diabéticas a esses aditivos. Assim, este projeto visa avaliar a ingestão de edulcorantes (acesulfame de potássio, aspartame, ciclamato de sódio, sacarina, sucralose, glicosídeos de esteviol, neotame e advantame) por crianças diabéticas de 2 até 12 anos, além de verificar a compreensão dos rótulos de alimentos diet/light pelos seus pais/responsáveis. A Ingestão Diária Estimada (IDE) dos edulcorantes será calculada utilizando-se modelos determinístico e probabilístico em Tier 3, através de: i) informações de consumo alimentar provenientes de Questionário de Frequência Alimentar e ii) dados analíticos de ocorrência de edulcorantes em produtos comerciais, que serão obtidos através de um método a ser desenvolvido e validado utilizando cromatografia líquida de alta performance acoplada à espectrometria de massas sequencial (LC-MS/MS). A IDE será utilizada para caracterizar o risco do consumo de edulcorantes através da sua comparação com a IDA. A avaliação da compreensão dos rótulos será feita por meio de questionários eletrônico. Espera-se que os dados gerados pela pesquisa possam contribuir para o estabelecimento de ações regulatórias e de gerenciamento do risco, de forma a garantir a segurança do consumidor quanto à ingestão de edulcorantes através da dieta. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)