Busca avançada
Ano de início
Entree

Endofiticos de plantas medicinais brasileiras com atividade contra fitopatogenos

Processo: 21/09114-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de setembro de 2021 - 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Henrique Ferreira
Beneficiário:Henrique Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Agrotóxicos  Fitopatologia 

Resumo

Doenças de plantas causadas por fitopatogenos são responsáveis por perdas significativas no mundo todo.Indução de Resistencia e controle biologico têm sido explorados na agricultura pelo seu grande potencial. Neste estudo, investigamos o potencial antimicrobiano de fungos endofiticos de folhas e pecíolos das plantas medicinais Vochysia divergens e Stryphnodendron adstringens localizadas em 2 regioes brasileiras, pantanal e cerrado. Resgatamos 1304 isolados fungicos que foram alocados em 159 fenotipos. Um isolado foi selecionado como representative de cada fenótipo e estudado quanto sua potencial atividade antimicrobiana contra diferentes fitopatogenos. OS que apresentaram melhor atividade foram identificados por sequenciamento de DNA. Dentre os 159 representativos, extratos de 12 endofiticos inibiram crescimento micelial de Colletotrichum abscissum (e 40%) e foram selecionados para estudos posteriores. As Minimum Inhibitory Concentrations (MIC) dos extratos foram determinadas contra C. abscissum, Phyllosticta citricarpa e Xanthomonas citri subsp. citri e ainda contra o patógeno de milho Fusarium graminearum. As maiores atividades contra C. abscissum foi dos extratos de Pseudofusicoccum stromaticum CMRP4328 (IG: 83% and MIC: 40 ¼g/mL) e Diaporthe vochysiae CMRP4322 (IG: 75% and MIC: 1 ¼g/mL). Extratos reduziram crescimento do micélio de P. citricarpa e produção de picnideo em folhas de citros. Dentre os isolados que mostraram atividade, o gênero Diaporthe foi o mais comum, incluindo espécies novas como Diaporthe cerradensis descritas neste trabalho. Analises de HPLC-UV / MS (high performance liquid chromatography, UV detection and mass spectrometry) e TLC (thin layer chromatography) subsidiaram identificaçao preliminar de compostos para posterior desenvolvimento de defensivos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)