Busca avançada
Ano de início
Entree

Redução nos níveis de expressão do RNA mensageiro da Catepsina Z por células imunes no sangue: implicações para o diagnóstico e prognóstico do câncer de próstata

Processo: 21/08805-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de setembro de 2021 - 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Eloah Rabello Suarez
Beneficiário:Eloah Rabello Suarez
Instituição Sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Indicadores biológicos  Neoplasias da próstata 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biomarker | biopsy | cathepsin K | cathepsin X | Prostate Cancer | prostate-specific antigen | Biomarcadores para câncer de próstata

Resumo

Catepsina Z (CTSZ) é uma cisteína protease responsável pela adesão e migração de células imunes e tumorais. Devido a essa dualidade, investigamos se o local de expressão da CTSZ poderia determinar o papel pró ou anti-tumorigênico desta enzima. Para testar esta hipótese, analisamos dados de expressão de CTSZ em diferentes tecidos saudáveis e tumorais por bioinformática e avaliamos os níveis de expressão do RNAm da CTSZ nas células do sangue de pacientes com câncer de próstata (PCa) por qRT-PCR, comparando com indivíduos saudáveis e avaliando as implicações diagnósticas e prognósticas para este tipo de câncer. As células imunes presentes no sangue de indivíduos saudáveis superexpressam o mRNA da CTSZ. No PCa, encontramos uma redução nos níveis de mRNA de CTSZ no sangue de pacientes, 75% menor do que os dos indivíduos saudáveis e diminuindo ainda mais durante a recidiva bioquímica. o RNA da CTSZ nas células sanguíneas apresenta uma área sobre a curva para o diagnóstico de PCa de 0.832, com especificidade e uma razão de verossimilhança positiva (LR) de 9.4. O local de expressão do mRNA da CTSZ é fundamental para determinar seu papel final como um determinante protetor no PCa, tal como o mRNA da CTSZ expresso pelas células do sangue ou um determinante de malignidade, como a CTSZ espressa em níveis elevados por diferentes tipos de tumores primários e metastáticos. Baixos níveis de RNAm de CTSZ no sangue total podem ser possívelmente aplicados como biomarcador de PCa, de maneira complementar ao antígeno prostático específico (PSA), para a decisão de biópsias, com potencial de eliminar biópsias desnecessárias em diversos casos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)