Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das metáforas e dos frames na ancoragem da referência discursiva: a conceptualização das afasias e da Doença de Alzheimer por especialistas, leigos e indivíduos diagnosticados

Processo: 20/00405-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Edwiges Maria Morato
Beneficiário:Edwiges Maria Morato
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Heronides Maurílio de Melo Moura ; Isidora Stojanovic ; Nathália Luiz de Freitas
Assunto(s):Linguística textual  Linguística cognitiva  Afasia  Doença de Alzheimer  Metáfora 

Resumo

São três os objetivos deste projeto de pesquisa: (i) analisar, por meio de expressões referenciais metafóricas, a conceptualização da afasia e da Doença de Alzheimer por leigos, indivíduos diagnosticados e especialistas, em especial os da área clínica; (ii) identificar tendências de conceptualização das afasias e da Doença Alzheimer em relação aos principais frames epistêmicos ou modelos de explicação das doenças, como o biomédico e o social (LYMAN, 1989), bem como suas virtuais variações ou interrelações; (iii) descrever o papel de enquadres sociocognitivos como metáforas e frames na constituição da cognição social, considerando como atuam na referência discursiva das patologias aqui mencionadas. Em termos metodológicos, pretende-se identificar expressões referenciais metafóricas (tais como definições, categorizações, construções atributivas, predicações) ancoradas textual e sociocognitivamente em frames epistêmicos de afasia e de Doença de Alzheimer em 10 trabalhos acadêmicos (05 dissertações de mestrado e 05 teses de doutorado já defendidas) pertencentes ao acervo de pesquisas de pós-graduação desenvolvidas na área de Neurolinguística do Instituto de Estudos da Linguagem (Universidade Estadual de Campinas). Tais pesquisas estão assentadas em dados linguísticos autênticos (entrevistas semidirigidas e conversações com especialistas, leigos e indivíduos diagnosticados), transcritas em sistema denotação conversacional. Os objetos teóricos deste estudo - metáforas e frames -apresentam grande potencial exploratório para uma melhor compreensão da linguagem avaliativa (CEPOLLARO; STOJANOVIC, 2016) e da recepção social de doenças. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)