Busca avançada
Ano de início
Entree

Staphylococcus aureus: caracterização de fatores de resistência e virulência em estirpes isoladas de leite bovino mastítico e uso de genômica comparativa e ensaios filogenéticos em busca de marcadores da doença

Resumo

A mastite bovina é uma das doenças mais onerosas do gado leiteiro e pode levar a riscos à saúde pública devido a contaminação do leite. O S. aureus é considerado o principal agente etiológico e sua epidemiologia está associada à sua diversidade fenotípica e se múltiplos genomas pudessem ser analisados, seria possível inferir fatores que poderiam predizer fenótipos patogênicos e resistentes. Com isso, o presente trabalho visa caracterizar isolados de S. aureus em relação a fatores de virulência e resistência e também realizar uma análise genômica e filogenética comparativa para investigar a relação entre S. aureus envolvido na mastite bovina e humana e a relação entre o perfil genético dessas cepas e a mastite. Para isso, serão utilizadas estirpes de S. aureus de amostras de leite mastítico e essas estirpes serão submetidas à PCR para detecção de genes de virulência relacionados ao choque tóxico, toxinas esfoliativas, toxina coagulase e enterotoxinas. Posteriormente, serão pesquisados os genes de resistência aos antimicrobianos aminoglicosídeos, betalactâmicos, tetraciclina e eritromicina. Em seguida, será realizado a Eletroforese em Gel de Campo Pulsado (PFGE) para investigação da similaridade genética. Ademais, as cepas de S. aureus isoladas de bovinos e humanos disponíveis no "National Center for Biotechnology Information" (NCBI) serão avaliadas quanto à presença de genes de virulência e resistência já descritos, e também a correlação desses genes será obtida por meio de ensaios filogênicos. O alinhamento das sequências gênicas e, posteriormente, as árvores filogenéticas serão geradas com o auxílio do MAFFT v7. Com base na presença e ausência dos genes será realizada a análise de agrupamento hierárquico por meio do software PAST v4.03, a correlação entre presença/ ausência dos genes, análise de incorporação de vizinhos estocásticos com distribuição T (TSNE) e mapa de calor do perfil de genes será realizado pelos pacotes de ciência de dados Numpy e Matplotlib e também pelo software R. Os resultados obtidos serão importantes para entender a prevalência do S. aureus no sistema produtivo e também pela possibilidade de encontrar padrões genéticos que sejam marcadores da mastite, doença causada por este agente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)