Busca avançada
Ano de início
Entree

Silenciamento transcricional de FoxP3 mediado por aptâmero inibe células T regulatórias e potencializa resposta antitumoral

Resumo

A inibição de mecanismos imunossuprossores por meio do bloqueio de checkpoints imunológicos pode levar ao fortalecimento da imunidade antitumoral, entretanto, outros mecanismos também podem ser empregados para potencializar a resposta antitumoral. As células T regulatórias desempenham um importante papel no controle da imunossupressão, apresentando a propriedade única de inibir a proliferação de células T. Essas células T regulatórias podem migrar para sítios tumorais ou mesmo serem geradas a partir da conversão de células T por sinalizações do miocroambiente no sítio tumoral. Devido a alta similaridade de células T e outros linfócitos, as estratégias disponíveis para inibição desta população são não específicas e podem antagonizar a resposta imune antitumoral. Neste trabalho, apresentamos uma nova estratégia para inibição de células T regulatórias baseada no uso de aptâmeros quiméricos de siRNA dirigidos um marcador de ativação, para inibição transcricional de FoxP3, que é essencial no controle do fenótipo imunossupressor de T regulatórias. O Silenciamento de foxp3 inibe o fenótipo imunossupressor de células T regulatórias e potencializa o efeito antitumoral da vacina terapêutica GVAX, em animais imunocompetentes desafiados com tumores singenicos. Essa nova estratégia destaca uma alternativa para antagonizar a função de células T regulatórias para aumentar a atividade antitumoral. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)