Busca avançada
Ano de início
Entree

How do we go blue? Transições sociotécnicas e níveis institucionais

Processo: 20/13307-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Vivian Lara dos Santos Silva Rossignolo
Beneficiário:Vivian Lara dos Santos Silva Rossignolo
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Adriana Marotti de Mello ; Alexandre Chibebe Nicolella ; Christiano França da Cunha ; Fadairo Muriel ; Flavia Trentini ; Leonardo Augusto Amaral Terra ; Marcela de Mello Brandão Vinholis ; Maria Sylvia Macchione Saes ; Paula Sarita Bigio Schnaider Nissimoff ; Roberta de Castro Souza ; Rubens Nunes ; Wang Hua
Assunto(s):Economia das organizações  Nova economia institucional  Estratégia organizacional  Ambiente organizacional  Sustentabilidade  Estudo cross-country 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Alimentos | Ambiente Institucional | economia das organizações | Estudo cross-country | mobilidade urbana | Sustentabilidade | Organizações

Resumo

A Nova Economia Institucional desenvolveu uma base sólida para a compreensão das relações entre macroinstituições e o desempenho econômico, mostrando como essas instituições criam incentivos e como os agentes reagem a esses incentivos. O nível mesoinstitucional, por sua vez, onde se localiza a atividade de tradução das normas gerais para contextos específicos, tem sido menos - e só recentemente - estudado. A relação entre incentivos criados pelas instituições e as escolhas dos agentes é mediada pelos microfundamentos do processo de decisão. A proposta de pesquisa - nos setores de alimentos e de mobilidade urbana - se abre em três eixos centrais: 1) Análise das motivações (pressupostos comportamentais), 2) Análise dos níveis macro e meso nas mudanças tecnológicas e 3) Análise do nível microinstitucional (estratégias organizacionais). O que de forma deliberada, se propõe analisar em três diferentes ambientes institucionais, Brasil, França e China. As motivações comportamentais para as transições sociotécnicas, sob a lógica dos microfundamentos, serão estudadas por meio de um survey online (cross country) com consumidores. A análise dos níveis macro e meso institucionais será conduzida por meio de documentação secundária (normas aplicáveis aos setores) e por meio de entrevistas com agentes chave. Para a análise microinstitucional será feito um estudo setorial preliminar, a partir do qual serão selecionadas empresas que servirão de objeto para estudos de caso. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONZALEZ-AZCARATE, MARIO; SILVA, VIVIAN LARA; CRUZ-MACEIN, JOSE LUIS; LOPEZ-GARCIA, DANIEL; BARDAJI, ISABEL. Community Supported Agriculture (CSA) as resilient socio-economic structures: the role of collaboration and public policies in Brazil and Spain. AGROECOLOGY AND SUSTAINABLE FOOD SYSTEMS, v. 47, n. 8, p. 32-pg., . (20/13307-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.