Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação de dietas com diferentes fontes energeticas sobre o sistema digestório e a imunomodulação em equinos

Resumo

Com o objetivo de avaliar o efeito de dietas ricas em fibra e óleo e rica em carboidrato solúvel, sobre e a digestibilidade, composição microbiana do ceco e fezes, o metabolismo energético e a imunomodulação em equinos, serão utilizados seis equinos hígidos, com ceco suturado à parede abdominal. A digestibilidade aparente das dietas serão determinadas utilizando-se o marcador externo LIPE®. Para a determinação da microbiota presente no ceco e nas fezes, será realizado o sequenciamento do gene 16S rRNA, utilizando-se sequenciamento Illumina®. O metabolismo energético será estudado mensurando-se a concentração de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) no sangue, fezes, líquido cecal e pela avaliação das curvas glicemias e insulinemias. O perfil inflamatório será descrito pela concentração da interleucina 1B e pela fração proteica alfa-globulina, e o perfil imunológico será avaliado por meio do leucograma, das imunoglobulinas G, A e butirato. O delineamento experimental a ser utilizado é um duplo quadrado latino contemporâneo. Os dados de digestibilidade, perfil imunológico e inflamatório das dietas serão analisados por modelo misto geral e as variáveis concentração de AGCC nas fezes, no líquido cecal, curvas glicêmicas e insulinêmicas, pH e CT, serão analisadas considerando-se esquema fatorial (tratamento, tempo e tratamento x tempo). Para análise do microbioma será utilizado modelo misto linear generalizado com função de ligação logística. Dietas ricas em fibra e óleo terão digestibilidade semelhante a dieta a base de carboidratos solúveis, com maiores respostas imunes e menores respostas inflamatórias e maior produção de AGCC. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)