Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do exercício físico supervisionado e recomendações para mudança no estilo de vida sobre a saúde, aptidão física e qualidade de vida de sobreviventes de câncer de mama: ensaio clínico controlado e randomizado

Resumo

A maioria dos pacientes com câncer, em tratamento ativo ou não, são sedentários, apesar das evidências científicas e clínicas dos benefícios do exercício físico e da atividade física, como melhora da qualidade de vida e dos sintomas da doença, redução da reincidência do câncer e melhora da sobrevida geral. Estudos demonstraram que tanto os programas de exercícios físicos supervisionados quanto os de atividades físicas não supervisionados apresentam baixa adesão e seus benefícios são limitados em longo prazo entre os sobreviventes de câncer. Portanto, intervenções voltadas para o aumento dos níveis de atividade física têm relevância clínica e psicológica. O presente estudo examinará a viabilidade e eficácia de uma intervenção que combina exercícios em grupo supervisionados com recomendações de estilo de vida ativo, analisando seus efeitos clínicos, psicológicos, fisiológicos, funcionais e imunológicos em sobreviventes do câncer de mama. Mulheres de 35 a 75 anos que concluíram quimioterapia, radioterapia e cirurgia para câncer de mama serão recrutadas no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e participarão de um ensaio clínico de 16 semanas, grupo paralelo, randomizado e controlado. Elas receberão um livreto com recomendações para alcançar um estilo de vida fisicamente ativo, aumentando o movimento diário geral e realizando pelo menos 150 min/semana de exercícios estruturados. Em seguida, elas serão randomizadas em dois grupos: a) o grupo supervisionado participará de duas sessões/semana de exercícios em grupo de canoagem; b) o grupo não supervisionado deverá atividade física por qualquer meio, como deslocamento ativo, atividades diárias ou exercícios domiciliares conforme recomendado no libreto. Os desfechos primários incluem capacidade aeróbia, atividade física, funcionamento físico e qualidade de vida auto-relatada. Os desfechos secundários são fadiga, presença de linfedema, composição corporal, função imunológica, adesão às diretrizes de atividade física e percepção da autoimagem. Os resultados devem contribuir para o avanço do conhecimento sobre o impacto de uma intervenção de exercícios físicos supervisionados e realizados em grupo para melhorar os aspectos relacionados à saúde, aptidão física e qualidade de vida em mulheres sobreviventes ao câncer de mama. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIANI COSTA, LUIZ AUGUSTO; BARRETO, RAPHAEL F.; DE LEANDRINI, SARAH MILANI MORAES; GURGEL, ALINE RACHEL BEZERRA; DE SALES, GABRIEL TOLEDO; VOLTARELLI, VANESSA AZEVEDO; DE CASTRO, JR., GILBERTO; FENTON, SALLY A. M.; TURNER, JAMES E.; KLAUSENER, CHRISTIAN; NEVES, LUCAS MELO; UGRINOWITSCH, CARLOS; FARAH, JOSE CARLOS; FORJAZ, CLAUDIA LUCIA DE MORAES; BRITO, CHRISTINA MAY MORAN; BRUM, PATRICIA CHAKUR. The influence of a supervised group exercise intervention combined with active lifestyle recommendations on breast cancer survivors' health, physical functioning, and quality of life indices: study protocol for a randomized and controlled trial. Trials, v. 22, n. 1 DEC 18 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.