Busca avançada
Ano de início
Entree

Protótipo de um meio sensorial capaz de prover uma experiência imersiva e monitorada com base em internet das coisas e realidade aumentada

Processo: 20/11995-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de abril de 2021 - 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação
Pesquisador responsável:Roberto Celestino Pereira
Beneficiário:Roberto Celestino Pereira
Empresa Sede:NTT Data Brasil Consultoria em TI & Soluções Ltda
CNAE: Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis
Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação
Município: São Paulo
Pesquisadores associados: Cristiano Saito de Souza ; Douglas Lima Dantas
Vinculado ao auxílio:18/22405-6 - Desenvolvimento de um meio sensorial capaz de imergir o cliente de uma agência bancária em um ambiente digitalizado, com base nos princípios de computação ubíqua, Internet das Coisas e interfaces tangíveis do usuário, AP.PIPE
Assunto(s):Computação ubíqua  Aprendizado computacional  Realidade aumentada  Automação predial  Interface usuário-computador  Internet das coisas  Internet dos serviços  Big data 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Arquitetura Phygital | Automação de Ambientes | Computação Ubíqua | IoT e Big Data | machine learning | Realidade Aumentada | Interação Humano-Computador

Resumo

Com o surgimento da Internet dos Serviços, o usuário passou a ter acesso a diferentes serviços que antes eram oferecidos apenas presencialmente, como o Internet Banking e aplicativos. Assim, passaram a considerar a agência bancária um local burocrático e indesejável. Todavia, vários procedimentos como preenchimento manual de documentos e contratos necessitam ser realizados na agência. A presença do usuário pode trazer a possibilidade de facilitar a venda de produtos e serviços. Em seguida, a evolução deste paradigma levou ao surgimento da Internet das Coisas (IoT), possibilitando serviços avançados ao interconectar coisas (físicas e virtuais) com base em tecnologias de informação e comunicação interoperáveis existentes e em evolução, e surgimento de um novo paradigma onde a Internet passa a ter um foco não só na comunicação entre pessoas e suas ações como também entre máquinas. Esta rede de objetos, somada a tecnologias de áreas como a Inteligência Artificial, podem permitir com que se detecte necessidades do usuário sem que este as explicite, obtendo a computação ubíqua. Enquanto isso, no contexto da interface humano-computador, estão presentes tecnologias como a Tangible User Interfaces (TUIs), que utilizam elementos físicos para representação e manipulação de dados digitais, aumentando o grau de imersão do usuário. As tecnologias descritas têm o potencial de melhorar a experiência de usuários e gerar diferentes dados e métricas que antes não seriam possíveis. Para que isso possa ocorrer, são necessários um arranjo e um modo de como estas tecnologias devem ser utilizadas de acordo com o objetivo a ser alcançado. Neste contexto, surge a ideia de jornada Phygital (do inglês: Physical+Digital), que trata de técnicas de como utilizar diferentes tecnologias ubíquas, tangíveis, conceitos de Marketing Digital e Analytics para prover ao usuário uma jornada de experiências. Este projeto tem o potencial de integrar essas diferentes tecnologias no âmbito das agências bancárias de forma a prover uma experiência phygital personalizada aos usuários, permitindo torná-las mais atraentes, amigáveis e aumentar a conversão de vendas de produtos e serviços bancários, tendo o objetivo de desenvolver um protótipo a partir dos resultados da avaliação de viabilidade técnica realizada na Fase 1, que proveja uma experiência imersiva e personalizada ao usuário, através de um conjunto de experiências físicas e digitais (phygitais) que façam uso de tecnologias desafiantes como Internet das Coisas (IoT) e realidade mista. Aplicado a agências bancárias, este projeto trará a oportunidade inovadora aos usuários de que possam ter uma experiência phygital personalizada de acordo com seus perfis individuais, levando ainda a uma melhora na qualidade do atendimento nas agências bancárias, a um melhor conhecimento dos gerentes em relação aos seus usuários através dos dados resultantes das interações e, consequentemente, à conversão em aquisição de produtos ou serviços. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)