Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade de nucleotídeos extremamente baixa em trinta e seis novas sequências de genoma cloroplastidial de Aldama (Heliantheae, Asteraceae) e análise comparativa de genômica plastidial com gêneros proximamente relacionados.

Processo: 21/01577-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de maio de 2021 - 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:José Rubens Pirani
Beneficiário:José Rubens Pirani
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Compositae  Genômica 

Resumo

Aldama (Heliantheae, Asteraceae) é um gênero diverso da família do girassol. Até o momento, quase 200 genomas de cloroplasto de Asteraceae foram sequenciados, mas os plastomas de Aldama ainda não foram descritos. Os plastomas em Asteraceae geralmente mostram pouca divergência genética, conseqüentemente, nossa hipótese é que os plastomas das espécies de Aldama serão conservados de modo geral. Neste estudo, nós sequenciamos 36 plastomas de Aldama e de cinco espécies pertencentes a outros gêneros de Heliantheae selecionados como grupos externos (Dimerostemma asperatum, Helianthus tuberosus, Iostephane heterophylla, Pappobolus lanatus var. lanatus e Tithonia diversifolia). Analisamos a estrutura e o conteúdo gênico dos plastomas montados e realizamos análises comparativas dentro de Aldama e com os outros gêneros proximamente relacionados. Como esperado, os plastomas de Aldama são muito conservados, com o conteúdo geral em genes e a orientação sendo semelhantes em todas as espécies estudadas. O comprimento do plastoma também é consistente e a junção entre as regiões geralmente contém os mesmos genes e têm comprimentos semelhantes. Uma grande inversão de ca. 20 kb e uma pequena de ca. 3 kb foram detectadas nas regiões de cópia única grande (LSC) de todos os plastomas montados, de forma semelhante a outras espécies de Asteraceae. A diversidade de nucleotídeos é muito baixa, com apenas 1509 sítios variáveis em 127466 bp (ou seja, 1,18% dos locais no alinhamento de 36 plastomas de Aldama, com um dos IRs removido, é variável). Apenas um gene, rbcL, mostra assinaturas de seleção positiva. Os plastomas dos grupos externos selecionados apresentam conteúdo e estrutura gênica semelhantes aos de Aldama e também apresentam as duas inversões na região LSC. Deleções de comprimentos diferentes foram observadas no gene ycf2. SSRs múltiplos foram identificados para Aldama e nos grupos externos sequenciados. A análise filogenética mostra que Aldama não é monofilético devido à posição da espécie mexicana A. dentata. Todas as espécies brasileiras formam um clado fortemente sustentado. Nossos resultados trazem novos entendimentos sobre a evolução e diversidade dos plastomas ao nível de espécie. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)