Busca avançada
Ano de início
Entree

COVID-19 e saúde mental: adaptação cultural e validação de instrumentos para o contexto brasileiro

Resumo

A pandemia da COVID-19 é a maior emergência de saúde pública que a comunidade internacional enfrenta em décadas. Além das preocupações quanto à saúde física, traz também preocupações quanto à saúde mental, já que o sofrimento psicológico pode ser experienciado pela população geral e pelos profissionais da saúde envolvidos, impactando diretamente na qualidade de vida destes. A intensificação de sentimentos como medo, raiva, estresse, insegurança e frustração estão associados a um maior risco de desenvolvimento de transtornos psiquiátricos. Neste contexto, a disponibilização de instrumentos de medida relacionados à COVID-19 e Saúde Mental, adaptados e validados para o contexto brasileiro, é de grande relevância, como para mensuração da ansiedade (COVID Anxiety Scale - CAS) e da ameaça percebida pela COVID-19 (Perceived Coronavirus Threat Questionnaire -PCTQ) e do impacto da COVID-19 (Coronavirus Impacts Questionnaire - CIQ). São instrumentos que evidenciaram confiabilidade e validade em sua versão original, desenvolvidos em outras culturas, como Índia e Estados Unidos e que por meio do presente estudo, serão disponibilizados no Brasil e poderão nortear as condutas tomadas pelos profissionais de saúde e autoridades competentes, e a elaboração de planos de políticas públicas de atenção à saúde, visando à prevenção dos agravos da população. Frente ao exposto, o presente estudo tem como objetivo geral traduzir, adaptar e validar a CAS, o PCTQ e o CIQ para o contexto brasileiro. Trata-se de um estudo metodológico, que respeitará as etapas preconizadas por Beaton et al. (2000), que são: tradução, síntese das traduções, retrotradução, avaliação por comitê de especialistas, pré teste, apresentação e avaliação dos relatórios do processo de adaptação cultural e análise das propriedades psicométricas dos referidos instrumentos. Os pesquisadores que desenvolveram as ferramentas autorizaram o processo de validação dos mesmos no Brasil e são pesquisadores associados na proposta. Todos os preceitos éticos serão respeitados e o projeto foi submetido no Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O desenvolvimento do presente estudo possibilitará diversos resultados, como a disponibilização de diversos instrumentos relacionados à COVID-19 e Saúde Mental. Além disso, potencializará a parceira internacional da pesquisadora proponente com novos grupos de pesquisa internacionais de excelência na temática investigada. As etapas de coleta de dados serão realizadas de forma online, após o consentimento livre e esclarecido dos participantes (em diferentes etapas), com o preenchimento dos instrumentos de coleta de dados por meio do google forms, sendo divulgada a nível nacional, respeitando-se os critérios de elegibilidade previamente estabelecidos. Serão realizadas análises estatísticas em diferentes etapas da pesquisa, como análises descritivas, de correlação e análise fatorial confirmatória, entre outras, com vistas a verificar a evidência de confiabilidade e validade da versão brasileira dos instrumentos analisados. É importante destacar que o projeto de pesquisa proposto é original, inovador, com grande relevância científica e aplicabilidade notória para o contexto atual de pandemia que estamos vivendo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)