Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão gênica diferencial induzida por stress em tecido cardíaco

Resumo

A resposta de estresse é adaptativa e visa garantir a sobrevivência. No entanto, a persistência do estressor pode culminar em patologias. Catecolaminas liberadas como parte da resposta de estresse super ativam adrenoceptores beta (beta 2-AR) no coração. Ainda não se sabe se e quando o stress afeta a expressão de componentes do ambiente intracelular no coração. Este trabalho usa microarray para analisar a expressão gênica em ventrículo esquerdo de ratos submetidos a estresse por choque nas patas, tratados ou não com o antagonista de ²2-AR ICI118,551 (ICI), comparados com ratos não submetidos a estresse igualmente tratados ou não com ICI. Os principais resultados mostram que stress induziu alterações na expressão gênica e que os ²2-AR desempenham um papel nesse processo. A vasta maioria de genes desregulados pelo stress foram exclusivos para somente uma das comparações, indicando que, sob a mesma situação estressante, o perfil de expressão gênica no coração é substancialmente diferente quando o (beta 2-AR está ativo ou quando está bloqueado. As alterações induzidas por stresse na expressão gênica de tão grande número de genes parecem fazer parte de mecanismos adaptivos induzidos pelo stress. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)