Busca avançada
Ano de início
Entree

Suplementação de melatonina e cafeína na criopreservação de sêmen: efeitos na função espermática e interação espermatozoide-oócito

Processo: 19/18571-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2021 - 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Juliana Risso Pariz
Beneficiário:Juliana Risso Pariz
Instituição Sede: Diretoria de Graduação. Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Instituto Metodista de Ensino Superior (IMS). São Bernardo do Campo , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Joel Drevet ; Jorge Hallak ; Polina V. Lishko ; Raul Segundo Sanchez Gutierrez
Assunto(s):Cafeína  Criopreservação  Espermatozoides  Melatonina  Preservação da fertilidade  Técnicas de reprodução assistida  Andrologia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cafeína | Criopreservação | Espermatozóide | melatonina | Preservação da Fertilidade | Técnicas de Reprodução Assistida | Andrologia

Resumo

O processo de criopreservação pode danificar os espermatozoides prejudicando suas características estruturais e funcionais. Citoplasma, membranas nucleares e organelas celulares podem sofrer com o processo de congelamento e descongelamento. O objetivo principal deste estudo é investigar o efeito da melatonina, um poderoso antioxidante, e a cafeína, uma substância estimulante, nas características funcionais dos espermatozoides, estado oxidativo seminal e interação oócito-espermatozoide nos espermatozoides humanos pós-descongelamento. Para isso, serão incluídas 250 amostras seminais de homens com idade entre 19 e 45 anos. Após a análise inicial do sêmen, as amostras serão suplementadas com melatonina antes da criopreservação e cafeína pós-descongelamento. Os seguintes parâmetros serão avaliados antes e após a criopreservação espermática: peroxidação lipídica da membrana, atividade mitocondrial, integridade do DNA, níveis de espécies reativas de oxigênio, capacidade antioxidante total, atividade da glutationa, membrana plasmática espermática e integridade do acrossoma, teste de ligação de hialuronano e teste de capacitação. A criopreservação espermática será realizada por congelamento lento e vitrificação, para determinar o melhor método de criopreservação. Além disso, um estudo comparando melatonina 0,01 mM, 2 mM e 3 mM seráconduzido para estabelecer a melhor concentração de melatonina e usar durante este projeto. O teste T de Student e a análise de variâncias serão usados para comparar médias, seguindo-se o teste de Tukey ou o teste Ude Mann-Whitney. Cut-offs de radicais livres de oxigênio, concentração de antioxidantes e outros parâmetros seminais serão calculados quanto à sensibilidade e especificidade para a predição de taxas de criopreservação pela análise da curva Receiver Operating Characteristic (ROC). Esperamos esclarecer os benefícios e desvantagens de cada método de criopreservação com base na avaliação extensiva dos parâmetros básicos do sêmen, características funcionais dos espermatozoides, perfil oxidativo do sêmen e interação espermatozoide-oócito. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHIBA, LARISSA NAMIE; RODRIGUES, MAYARA; MONTEIRO BARDUCHI, ANA CLARA; FAQUINETI, HELOISA; PARIZ, JULIANA RISSO; HALLAK, JORGE. DETERMINATION OF MELATONIN CONCENTRATION IN SPERM CRYOPRESERVATION BY SLOW FREEZING METHOD.. Fertility and Sterility, v. 116, n. 3, p. 2-pg., . (19/22137-4, 19/18571-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.