Busca avançada
Ano de início
Entree

Parâmetros Genéticos para Distocia, produção de leite e idade ao primeiro parto em vacas da Raça Holandesa no Brasil

Resumo

O presente estudo teve como objetivo estimar parâmetros genéticos para distocia, produção de leite e idade ao primeiro parto de vacas Holandesas criadas em sistemas intensivos de produção localizados na região sudeste do Brasil. Foi analisado um total de 26.987 registros de primeira lactação de vacas Holandesas. As seguintes características foram analisadas: Produção de leite acumulada aos 305 dias na primeira lactação (MY305), idade ao primeiro parto (AFC) e distocia. A Distocia foi definida como um característica binária, com 0 indicando falha e 1 indicando sucesso. O sucesso foi atribuído a vacas que tiveram um parto normal, e a falha foi atribuída a vacas que tiveram um parto difícil ou assistido por humanos. Os componentes de (co) variância foram estimados usando uma abordagem Bayesiana. As estimativas de herdabilidade foram de 0,15 (0,01), 0,27 (0,02) e 0,17 (0,03) para MY305, AFC e distocia, respectivamente.A distocia mostrou correlações genéticas de 0,30 (0,09)com AFC e de 0,17 (0,11) com MY305. Novilhas que são mais precoces e parem mais cedo podem ser geneticamente propensas a um primeiro parto mais difícil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)