Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de ferramentas biotecnológicas em melhoramento florestal de espécies florestais nativas e exóticas com potencial madeireiro

Resumo

Ao se tratar de interesses econômicos e comerciais, observa-se que ainda existe a exploração das florestas naturais com fins extrativistas, principalmente para a exploração e comercialização de seus produtos madeireiros, sendo uma das causas responsáveis da exaustão desses recursos na natureza, logo, torna-se indispensável estudos em silvicultura de espécies florestais nativas e exóticas alternativas, que dê base para a produção sustentável de madeiras nobres tropicais, provenientes de florestas plantadas, proporcionando viabilidade econômica. Utilizar ferramentas biotecnológicas visando acelerar o processo de melhoramento genético de espécies nativas e exóticas alternativas para obtenção de indivíduos mais produtivos para produção de sementes e propágulos com qualidade genética para atender, principalmente, a demanda do mercado florestal de madeira para desdobro para diversas finalidades. O trabalho será desenvolvido a partir da seleção de indivíduos em povoamentos comerciais e testes de procedências e progênies de Calophyllum brasiliense, Cariniana legalis, Cordia trichotoma, Khaya. senegalensis e Khaya grandifoliola com base em caracteres fenotípicos e valores genéticos. Os ensaios experimentais foram estabelecidos na empresa Futuro Florestal e também por instituições públicas como Instituto Florestal de São Paulo, Unesp de Ilha Solteira e Embrapa Florestas. O objetivo desse projeto é viabilizar a conservação e uso desses germoplasmas com apoio de uma empresa do setor privado que, com mais de 15 anos, vem realizando inúmeras pesquisas com essas espécies em parceria com instituições públicas. As seleções serão realizadas após uma fenotipagem de grande parte dos indivíduos dos povoamentos florestais e de todos os testes de procedências e progênies. Os caracteres mensurados serão os de crescimento e os relacionados a forma do fuste e qualidade da madeira. Paralelamente as atividades de campo, serão desenvolvidos em laboratório e viveiro os protocolos de micro e macropropagação para espécies nativas e exóticas alternativas. Serão produzidas as mudas para realizar as enxertias visando a formação de pomares clonais de primeira geração. Os caracteres avaliados serão: diâmetro a altura do peito a 1,30 m (DAP-cm), altura total de plantas (ALT-m), forma do fuste, ângulo dos galhos, distância entre internódios, altura da bifurcação e densidade básica da madeira. O módulo de elasticidade e densidade básica da madeira serão avaliados com uso do equipamento TreeSonic. As análises estatísticas e genéticas serão realizadas com base nos softwares Selegen (REML/BLUP), R e Genes. Com este projeto espera-se formar povoamentos produtores de sementes geneticamente melhoradas de espécies florestais alternativas nativas e exóticas, tornando o cultivo destas espécies mais produtivas e atraentes aos plantio no Estado de São Paulo e no Brasil como um todo, como também a América Latina e países como a Austrália e Indonésia, como fonte de madeira para usos múltiplos em suas propriedades, para venda e reflorestamento de áreas degradadas. Espera-se também estabelecer um protocolo de propagação vegetativa das espécies selecionadas, de forma a proporcionar uma base tecnológica para avançar na propagação e domesticação dos materiais selecionados na constituição de minijardins clonais, dimensionando a produção em escala comercial e disponibilizando esses materiais não convencionais, mas de grande valor agregado, ao setor florestal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)