Busca avançada
Ano de início
Entree

MICROSUDAQUA: Biogeografia e diversidade bacteriana aquática da América do Sul

Processo: 20/03716-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2021 - 31 de maio de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Convênio/Acordo: Universidad de Antioquia (UdeA)
Pesquisador responsável:Hugo Miguel Preto de Morais Sarmento
Beneficiário:Hugo Miguel Preto de Morais Sarmento
Pesq. responsável no exterior: Juan Pablo Niño García
Instituição no exterior: Universidad de Antioquia (UdeA), Colômbia
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados: MARIA CAROLINA GARCIA CHAVES
Assunto(s):Biologia computacional  Ecologia aquática  Ecologia de comunidades  Limnologia 

Resumo

A proposta envolve uma colaboração entre a Universidade Federal de São Carlos e a Universidade de Antioquia, reunindo a experiência de pesquisadores e estudantes das duas instituições para promover a geração e compilação de um grande banco de dados de microbiomas de ecossistemas aquáticos da América do Sul. Esse esforço permitirá identificar padrões de larga escala de microrganismos aquáticos da América do Sul, que são fundamentais em todos os ciclos biogeoquímicos, e reconstruir a biogeografia bacteriana da América do Sul. Este tópico foi proposto como um grupo de trabalho prioritário no primeiro workshop µSudAqua, realizado no Uruguai em dezembro de 2017, onde vários pesquisadores de toda a América Latina discutiram e definiram prioridades para avançar nos estudos de Ecologia Microbiana Aquática em escala regional. Como os dois PIs desta proposta foram líderes de grupo no workshop µSudAqua, essa proposta irá aprimorar e solidificar o trabalho, discussões e resultados em andamento. Durante o desenvolvimento deste projeto, propomos: i) usar conjuntos de dados de microbiomas individuais já gerados pelos participantes do µSudAqua; ii) concluir esse conjunto de dados preenchendo as lacunas geográficas da diversidade microbiana da América do Sul; iii) compilar, analisar e consolidar o maior banco de dados de água doce georreferenciado de diversidade microbiana aquática: o banco de dados µSudAqua que abrange vários biomas da América do Sul e, iv) gerar produtos científicos com impacto na comunidade científica internacional, sobre assuntos relacionados à ecologia microbiana aquática. Essa proposta resultará em uma primeira publicação do banco de dados µSudAqua que consolidará a rede. O banco de dados georreferenciado com curadoria abrirá muitas linhas de pesquisa. Várias hipóteses serão testadas com esse banco de dados, a partir de uma perspectiva de metacomunidade, como biogeografia microbiana, processos de ecologia da comunidade, espécies-chave e redes de interação. Todos esses tópicos serão abordados, bem como novas amostragens para cobrir as lacunas geográficas na distribuição dos pontos de amostragem. Esta proposta colocará a América do Sul na fronteira do conhecimento no campo da pesquisa em ecologia microbiana aquática, algo que não seria possível de realizar apenas com esforços individuais e locais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)