Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização estrutural e farmacológica de toxinas isoladas do veneno de Bothrops bilineatus smaragdinus (víbora de floresta) com potencial atividade moduladora da liberação sináptica motora e de funções cardiovasculares

Processo: 20/04287-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Rafael Stuani Floriano
Beneficiário:Rafael Stuani Floriano
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Pesq. associados: Bruno Lomonte ; Edward Gerard Rowan ; Francis Lopes Pacagnelli ; Stephen Hyslop
Assunto(s):Eletrofisiologia  Purificação 

Resumo

O envenenamento sistêmico por serpentes do gênero Bothrops é caracterizado por efeitos cardiovasculares (coagulopatia, hemorragia sistêmica, hipotensão/choque, insuficiência renal aguda) mediados por uma variedade de enzimas como L-aminoácido oxidases, lectinas do tipo C, serinoproteinases, metaloproteinases e fosfolipases A2 (PLA2), sendo que algumas destas últimas agem como b-neurotoxinas, causando bloqueio neuromuscular pré-sináptico. Os efeitos cardiovasculares e renais do envenenamento por serpentes botrópicas são considerados as principais causas de óbitos, enquanto que a neurotoxicidade é pouco evidente no quadro clínico nestes acidentes. Bothrops bilineatus smaragdinus é uma serpente arborícola da região amazônica cuja toxinologia ainda não foi sistematicamente estudada. Neste projeto, propomos purificar e identificar estrutural e farmacologicamente neurotoxinas pré-sinápticas deste veneno que também possam modular a função cardíaca e vascular in vitro. O veneno será fracionado por gel filtração para obter a fração P-3 e então esta fração será purificada por RP-HPLC; as toxinas resultantes serão analisadas quanto ao seu perfil neurotóxico em preparação nervo frênico-diafragma (NFD) de camundongo in vitro. As atividades enzimática e citotóxica das toxinas serão também avaliadas, seguido pela identificação molecular através do sequenciamento por espectrometria de massas. Os mecanismos envolvidos nos efeitos neuromusculares causados pelas principais neurotoxinas serão avaliados usando uma variedade de abordagens eletrofisiológicas para registros intracelulares (potenciais de placa terminal evocados e em miniatura) e extracelulares (potencial de ação composto) em preparações nervo-músculo de camundongo, incluindo registros de correntes iônicas em cultura de neurônios ganglionares por whole cell patch-clamp. Também será avaliada a ação cardíaca (átrio isolado) e vascular (aorta torácica) dessas toxinas in vitro. Os resultados deste estudo ajudarão a entender melhor os mecanismos envolvidos no processo de envenenamento por este veneno, além de caracterizar toxinas com potencial ação moduladora de funções cardiovasculares e neuronais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)