Busca avançada
Ano de início
Entree

Coeficientes de endogâmica e ilhas de corridas de homozigose em búfalos d'água brasileiros.

Resumo

A caracterização da autozigosidade é relevante para monitorar a diversidade genética e gerenciar os níveis de endogamia em programas de melhoramento. A identificação de hotspots de autozigosidade pode desvendar regiões genômicas sob seleção direcional para características economicamente importantes e pode ajudar a identificar genes candidatos para seleção. Neste estudo, estimamos os níveis de endogamia de uma população brasileira de bubalinos Murrah submetidos à seleção para características relacionadas ao leite, principalmente produção de leite. Também estudamos a distribuição de ilhas de corridas de homozigosidade (ROH), onde identificamos genes e loci de características quantitativas (QTL) putativos sob seleção. Genotipamos 422 búfalos Murrah para 51.611 SNP; destes, 350 tinham ROH maior que 10 Mb, indicando a ocorrência de endogamia nas últimas 5 gerações. O comprimento médio do ROH por animal foi de 4,28 ± 1,85 Mb. Os coeficientes de endogamia foram calculados a partir da matriz de relacionamento genômico, pedigree e ROH, com estimativas variando entre 0,242 e 0,035. Os valores de endogamia pelo pedigree tiveram uma correlação baixa com as estimativas genômicas, os valores de endogamia obtidos com a matriz de relacionamento genômico foram muito maiores do que as calculadas a partir do pedigree ou ROH. Foram identificadas assinaturas de seleção em 6 regiões genômicas, localizadas nos cromossomos 1, 2, 3, 5, 16 e 18, englobando um total de 190 genes e 174 QTL. Muitos dos genes (por exemplo, APRT e ACSF3) e QTL identificados estão relacionados a características de leite, como produção de leite, produção e porcentagem de gordura do leite e produção e porcentagem de proteína do leite. Outros genes estão associados a características de reprodução e resposta imune, bem como a aspectos morfológicos das espécies de búfalos. Os níveis de endogamia nesta população ainda são baixos, mas estão aumentando devido à seleção e devem ser gerenciados para evitar perdas futuras devido à depressão por endogamia. A proximidade de genes ligados a características de produção de leite com genes associados a características de reprodução e sistema imunológico sugere a necessidade de incluir estes últimos genes no programa de melhoramento para evitar afetá-los negativamente devido à seleção para características de produção. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)