Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das citocinas inflamatórias no remodelaento cardíaco de ratos com Estenose Aórtica e tratados com dexametasona

Processo: 19/25603-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Beneficiário:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Instituição Sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Carlos Ferreira dos Santos ; Maria Claudia Costa Irigoyen
Assunto(s):Glucocorticoides  Insuficiência cardíaca  Miocárdio  Fisiologia cardiovascular  Citocinas 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Glicocorticóides | inflamação cardíaca | Insuficiência Cardíaca | miocárdio | multiplex | Fisiologia cardiovascular

Resumo

Insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome complexa que afeta 23 milhões de pessoas no mundo. O coração de portadores de IC apresenta remodelamento cardíaco, disfunção cardíaca e algumas das implicações envolvidas no remodelamento cardíaco são determinadas principalmente por inflamação. Demonstramos recentemente que o tratamento com dexametasona (DEX), um potente anti-inflamatório, determinou redução de fibrose e angiogênese no coração, determinando melhora da performance cardíaca em ratos espontaneamente hipertensos, mas pouco se sabe sobre seus efeitos em coração de ratos com estenose aórtica. Como o tratamento com DEX nem sempre é indicado na clinica para pacientes com estenose aórtica, o objetivo deste estudo será avaliar os efeitos do tratamento com dexametasona nas respostas hemodinâmica, neural e inflamatória de ratos com estenose aórtica e identificar as citocinas que possam ser utilizadas como alvos terapêuticos no remodelamento cardíaco em um modelo experimental de estenose aórtica crônico. É hipótese deste trabalho que o tratamento farmacológico com dexametasona na fase crônica da estenose aórtica possa identificar citocinas inflamatórias que tenham papel importante na modulação da estrutura cardíaca, diminuição da deposição de colágeno e angiogênese, resultando em uma melhora da função cardíaca. Uma vez identificados estes alvos terapêuticos, espera-se que a inibição de pelo menos uma citocina inflamatória tenha um papel cardioprotetor em ratos com estenose aórtica. Para responder a estes questionamentos, serão utilizados 141 ratos wistar machos (80g) que serão divididos em dois Estudos: Estudo 1/ Centro e trinta e dois ratos serão divididos em grupo sham, grupo sham tratado com dexametasona (DEX), estenose aórtica crônica (EA) e EA tratado com DEX (EAD). Estudo 2/ 9 ratos com estenose aórtica serão tratados com bloqueador de uma citocina alvo identificada no estudo 1. Todos os animais serão submetidos a um teste de tolerância máxima ao esforço (TEM), em esteira ergométrica. Os grupos EA serão anestesiados e submetidos à cirurgia de estenose aórtica e os grupos sham submetidos a uma cirurgia fictícia. No dia seguinte será realizada uma análise ecocardiográfica, sob anestesia e, em seguida, esperados 6 meses para progressão da doença. Os animais serão tratados com DEX durante últimos 15 dias (50µg/kg, s.c.) ou salina. Ao final do protocolo os animais realizarão o último TEM e exame ecocardiográfico. Posteriormente, sob anestesia, os animais serão cateterizados (artéria femoral) e, após 24h será realizado o registro de pressão arterial (PA) para análise de PA basal e a atividade do sistema nervoso autonômico. No final, os animais serão eutanasiados sob sobrecarga anestésica. O miocárdio será extraído para que as análises hemodinânicas e neurais sejam associadas com expressão proteica de citocinas inflamatórias, densidade de colágeno e de capilares no miocárdio. No estudo 2 os animais serão tratados com bloqueador da citocina alvo e os mesmos procedimentos serão seguidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE PAULA, VINICIUS F. F.; TARDELLI, LIDIELI P. P.; AMARAL, SANDRA L. L.. Dexamethasone-Induced Arterial Stiffening Is Attenuated by Training due to a Better Balance Between Aortic Collagen and Elastin Levels. CARDIOVASCULAR DRUGS AND THERAPY, v. N/A, p. 11-pg., . (17/00509-1, 19/25603-6)
MACEDO, ANDERSON G.; MIOTTO, DANYELLE S.; TARDELLI, LIDIELI P.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L.. Exercise-induced angiogenesis is attenuated by captopril but maintained under perindopril treatment in hypertensive rats. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 14, p. 13-pg., . (14/23229-6, 19/25603-6)
MIOTTO, DANYELLE SIQUEIRA; DUCHATSCH, FRANCINE; DIONIZIO, ALINE; BUZALAF, MARILIA AFONSO RABELO; AMARAL, SANDRA LIA. Physical Training vs. Perindopril Treatment on Arterial Stiffening of Spontaneously Hypertensive Rats: A Proteomic Analysis and Possible Mechanisms. BIOMEDICINES, v. 11, n. 5, p. 17-pg., . (19/26117-8, 19/26070-1, 19/25603-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.