Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem, Otimização e Simulação da Rede de Distribuição de GNL para a Cadeia Produtiva do Gás Natural na Amazônia Brasileira

Processo: 20/08835-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Pesquisa Operacional
Convênio/Acordo: FAPEAM
Pesquisador responsável:André Bergsten Mendes
Beneficiário:André Bergsten Mendes
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Paulo Cezar de Azevedo Júnior
Assunto(s):Modelos matemáticos 

Resumo

O projeto consiste na proposição de uma rede para distribuição de gás natural liquefeito (GNL) no Estado do Amazonas. O estado conta com dois centros produtores de gás natural, Urucu e Campo de Azulão, sendo que em Urucu existe um gasoduto que transporta o gás natural até Manaus. Considerando a perspectiva das embarcações fluviais de grande porte, que navegam na região amazônica, adotarem gás natural como combustível, e considerando também a possibilidade de substituição do combustível (diesel por gás natural) de cerca de 30 usinas termelétricas de municípios isolados, isto é, que não estão conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN), tem-se o problema de como fazer a distribuição do gás natural liquefeito na Amazônia. O problema inclui a localização das plantas de liquefação e dos terminais de embarque de GNL, o dimensionamento de uma frota heterogênea para distribuição do GNL aos pontos de demanda, e a proposição de rotas, de forma que os pontos de demanda sejam atendidos de forma periódica. Trata-se, portanto, do problema de localização e roteamento periódico, que é uma extensão do problema de roteamento com localização, porém, com a consideração de que a duração das rotas pode ser de até 10 dias, diferindo das abordagens propostas na literatura, cujas durações são limitadas à jornada de trabalho de um motorista, operando num contexto de distribuição urbana. O problema será resolvido por meio da proposição do método de geração de colunas, para obtenção de limitantes inferiores, e heurísticas (construtivas, metaheurísticas, ou heurísticas híbridas) para obtenção de limitantes superiores. O projeto será feito em parceria com a Universidade Federal do Amazonas, que ficará responsável pelo levantamento dos dados, e pelo diálogo com diversos interlocutores do governo do Estado do Amazonas, de segmentos industriais, e setores da navegação. A equipe da UFAM também desenvolverá um modelo de simulação de eventos discretos, para testar as soluções heurísticas na presença de incertezas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)