Busca avançada
Ano de início
Entree

Sequenciamento massivo de DNA combinado com cultura tridimensional de células eucarióticas aplicados ao estudo de patogênese bacteriana: o caso de Staphylococcus aureus resistente a meticilina

Resumo

Nos últimos anos, a importância alimentos de origem animal como um reservatório em expansão de cepas de Staphylococcus aureus resistentes à meticilina atraiu a atenção mundial. Há indicações de que essas cepas de MRSA associadas ao gado tenham se originado de cepas sensíveis à meticilina de seres humanos que, durante na mudança de hospedeiro, perderam alguns genes bem conhecidos de virulência humana determinados por fagos e adquiriram genes de resistência antimicrobiana. Estudos que possam melhorar nossa compreensão das funções e mecanismos de ação dos determinantes da virulência envolvidos na patogênese do MRSA são importantes para identificar alvos potenciais de intervenção para prevenir ou tratar doenças estafilocócicas. Neste projeto, o sequenciamento de transposons por NGS será utilizado para estudar genes putativos de virulência de Staphylococcus aureus SABRC13 resistente à meticilina, isolado de um laticínio brasileiro. Os mutantes serão rastreados quanto a alterações de virulência em um modelo tridimensional de cultura de células eucarióticas. A equipe sueca é altamente qualificada em técnicas moleculares e análises de grandes conjuntos de dados, que serão complementadas pela capacidade da equipe brasileira de obter cultura de células eucarióticas em 3D para estudos de patógenos bacterianos. Em conjunto, isso constitui um modelo robusto para estudos genéticos em ampla escala de mecanismos de virulência em patógenos selecionados, o que contribuirá para a detecção de novos alvos para interferir na infecção bacteriana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)