Busca avançada
Ano de início
Entree

Colonização dos lugares sagrados do território Xavante de Marãiwatsédé e São Marcos

Processo: 19/02323-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Convênio/Acordo: Trans-Atlantic Platform for the Social Sciences and Humanities
Pesquisador responsável:Cláudia Regina Plens
Beneficiário:Cláudia Regina Plens
Pesq. responsável no exterior: Ivan Roksandic
Instituição no exterior: University of Winnipeg, Canadá
Pesq. responsável no exterior: Katarzyna Górka
Instituição no exterior: Polish Academy of Sciences (PAN), Polônia
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Pesq. associados:Camila Diogo de Souza ; Levy Figuti ; Mirjana Roksandic
Assunto(s):Direitos humanos  Arqueologia indígena 

Resumo

O processo de colonização europeia no Brasil reconfigurou a paisagem social depois da chegada dos portugueses. Se até o início do século XX no território oeste do Brasil algumas sociedades indígenas conseguiram se manter estruturadas e isoladas, o aceleramento dos processos socioeconômicos provenientes, sobretudo, das novas conjecturas políticas durante a Ditadura Militar (1964-1985), foram a gota d'água para impactarem profundamente as sociedades tradicionais desta região. Parte desse processo de tomada dos territórios das populações tradicionais, para além da violência extrema contra a população, houve um processo contínuo do apagamento da memória, história e cultura dessas populações que sustentam e legitimam a perda dos direitos dessas comunidades. O presente projeto de pesquisa tem por objetivo avaliar por meio da Arqueologia e da Linguística os processos de lembrança e esquecimento, e o processo histórico decorrente em paralelo que levou a tomada do território da população indígena Xavante de Marãiwatsédé e São Marcos, no estado do Mato Grosso, Brasil. Para tanto, serão efetuadas entrevistas para uma avaliação linguística sobre a memória dos lugares sagrados e de importância cultural para esses grupos. Simultaneamente, serão efetuados levantamentos arqueológicos para compreensão dos lugares sagrados, de sua importância cultural e suas distribuições territoriais durante esse período. A partir desse trabalho será possível compreender as dinâmicas sociais, políticas e culturais que reconfiguraram o modo de vida das populações Xavante no Brasil. Ele também possibilitará pensar em estratégias e diretrizes para a manutenção dos costumes e da cultura dessas comunidades. Este projeto visa o resgate da memória de ocupação territorial visando o reconhecimento e o respeito aos lugares sagrados dos Xavantes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)