Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorando a plasticidade C4-CAM no complexo Portulaca oleracea

Processo: 20/11456-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2020 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Luciano Freschi
Beneficiário:Luciano Freschi
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado à bolsa:16/04755-4 - Investigando a compatibilidade entre as fotossínteses C4 e CAM em um mesmo indivíduo: mudanças no perfil transcricional global, regulação hormonal e localização tecidual da maquinaria C4 e CAM em Portulaca oleracea, BP.DD
Assunto(s):Estresse hídrico  Fotossíntese  Fotossíntese C4  Metabolismo ácido das crassuláceas 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Estresse Hídrico | Fotossíntese | Fotossíntese C4 | Metabolismo Ácido das crassuláceas | Plasticidade Fotossintética | Resistência à seca | Fotossíntese

Resumo

Portulaca oleracea é uma planta herbácea C4 capaz de realizar fotossíntese CAM sob estresse hídrico. Ela é distribuída mundialmente e é descrita como uma espécie polimórfica ou um complexo de subespécies, em virtude das suas inúmeras variações morfológicas. Neste estudo, avaliamos a plasticidade da fotossíntese CAM dentre genótipos de P. oleracea, uma vez que a complexidade intrínseca dessa espécie poderia estar refletida em variações intraespecíficas no comportamento fotossintético. Onze subespécies de P. oleracea oriundas de localizações geográficas distantes, bem como uma cultivar, foram caracterizadas morfologica e fisiologicamente. As fotossínteses C4 e CAM foram monitoradas em plantas expostas a condições bem-hidratadas, de seca e de reidratação, e os dados obtidos foram comparados entre os genótipos. Todas as subespécies expressaram o CAM de uma maneira totalmente reversível. A abundância de transcritos de genes marcadores C4-CAM mostrou-se um indicador adequado das transições C4-CAM-C4 em todos os genótipos. Os genes relacionados ao C4 foram reprimidos e subsequentemente plenamente expressos em condições de seca e reidratação, respectivamente. Os genes marcadores CAM apresentaram um padrão oposto. Um gradiente de atributos morfológicos e de acúmulo noturno de malato foi observado nos diferentes genótipos. Consequentemente, diferentes combinações de níveis de expressão do CAM, e de tamanho e formas das plantas, pode ser encontradas dentro do complexo de P. oleracea, o que pode constituir numa excelente ferramenta de pesquisa no contexto da fotossíntese C4/CAM. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)