Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo genético da neurotransmissão glutamatérgica no hipocampo nos mecanismos centrais de adaptação das respostas neuroendócrina, cardiovascular e comportamental ao estresse crônico repetido e da neuroinflamação induzida pelo estresse

Resumo

O estresse emocional causa um desequilíbrio fisiológico e psicológico no organismo, e ele tem sido associado a diversas patologias, incluindo doenças cardiovasculares e transtornos psiquiátricos. Processos adaptativos são desencadeados durante a exposição prolongada ou repetida ao estresse, nos quais constituem importantes alterações minimizando o impacto do estresse sobre o organismo. Um importante processo adaptativo é a habituação das respostas fisiológicas (por exemplo, estimulação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA) e ativação neural) durante a exposição repetida ao mesmo estímulo aversivo. Entretanto, apesar da importância da habituação das respostas ao estresse, os mecanismos neurobiológicos e neuroquímicos envolvidos nesse processo ainda são pouco compreendidos. Neste sentido, tem sido demonstrada uma interação funcional entre as neurotransmissões glutamatérgica e nitrérgica no hipocampo na regulação de respostas autonômicas, do eixo HPA e/ou comportamentais ao estresse agudo. Entretanto, um possível envolvimento desse mecanismo de sinalização no processo de habituação durante a exposição repetida a situações de estresse nunca foi investigado. Além disso, os glicocorticóides e neurotransmissores como o glutamato liberados no sistema nervoso central (SNC) durante o estresse induzem a liberação local de citocinas pró-inflamatórias, o que pode levar a consequências comportamentais a longo prazo, como comportamentos do tipo depressivo, sendo considerada uma má adaptação ao estresse. Portanto, o estudo da liberação das citocinas é essencial para entender os efeitos do estresse no SNC. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é avaliar o efeito do silenciamento quimiogénetico (através da utilização de Designed Receptors Exclusively Activated by Designed Drugs - DREADDs) de neurônios glutamatérgicos no hipocampo ventral e dorsal sobre a habituação das respostas autonômicas, neuroendócrinas, comportamentais, e neuroinflamatórias relacionadas a exposição repetida ao estresse de restrição. Como a tecnologia DREADD será utilizada para inativar neurônios glutamatérgicos independente do seu estado de ativação, será utilizado também o método de inativação Daun02 em ratos transgênicos c-Fos lacZ que inativa somente neurônios que foram previamente ativados durante um comportamento específico. Nesse sentido, será avaliado também o resultado da inativação de neurônios hipocampais ventrais e dorsais ativados previamente pelo estresse de restrição sobre a habituação das respostas autonômicas, neuroendócrinas, comportamentais e neuroinflamatórias associadas ao estresse crônico de restrição. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUSNARDO, CRISTIANE; FASSINI, ALINE; RODRIGUES, BRUNO; ANTUNES-RODRIGUES, JOSE; CRESTANI, CARLOS C.; CORREA, FERNANDO M. A. N-Methyl-D-aspartate Glutamate Receptor Modulates Cardiovascular and Neuroendocrine Responses Evoked by Hemorrhagic Shock in Rats. BIOMED RESEARCH INTERNATIONAL, v. 2021, AUG 13 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.