Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução de aranhas e produção de seda: mini revisão da morfologia, evolução e desenvolvimento das fiandeiras

Processo: 20/04865-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2020 - 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Tatiana Teixeira Torres
Beneficiário:Tatiana Teixeira Torres
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Araneae 

Resumo

As habilidades de tecer teias das aranhas fascinam a humanidade desde os tempos antigos. Esses animais devem essa capacidade a apêndices exclusivos chamados fiandeiras. Essas estruturas são conectadas às glândulas produtoras de seda e são responsáveis pela extrusão e manipulação da seda, concedendo às aranhas a capacidade de usar os fios para funções muito além da construção de teias. Apesar da relevância das fiandeiras, há pouco conhecimento sobre seu desenvolvimento e evolução. A maioria das pesquisas sobre essas estruturas se concentra em seus aspectos morfológicos ou possíveis aplicações da seda para fins humanos. Nesta mini-revisão, incluímos essa literatura, mas nosso principal objetivo é introduzir e discutir as hipóteses preeminentes sobre as origens das fieiras à luz de uma perspectiva evo-devo. Apresentamos as informações disponíveis sobre as vias genéticas envolvidas na gênese das fiandeiras durante o desenvolvimento embrionário da aranha, evidenciando a necessidade eminente de mais pesquisas sobre a evolução e o desenvolvimento das fiandeiras. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)