Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos de pastejo e fontes de suplementos em pastos de capim Mulato II: respostas agronômicas, cinética da decomposição de raízes e potencial de mitigação de metano in vitro

Processo: 19/23829-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2020 - 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Pesquisador responsável:Carlos Guilherme Silveira Pedreira
Beneficiário:Carlos Guilherme Silveira Pedreira
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Manejo de pastagem 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Brachiaria híbrida Convert HD 364 | intensidade e severidade de desfolhação | Lotação Contínua | lotação rotativa | Manejo do pastejo | Urochloa spp | Manejo de pastagem/ Produção animal em pasto

Resumo

As respostas de plantas forrageiras à altura do dossel, em condições de pastejo, podem variar entre os métodos de lotação empregados. Estudos comparando a lotação rotativa com a lotação contínua são escassos, e no entanto, são necessários para adequações das técnicas de manejo que sejam favoráveis ao acúmulo e ao valor nutritivo da forragem, à incorporação de carbono nos solos via incremento da biomassa radicular, e ajudem a promover os diversos serviços ecossistêmicos a partir do agroecossistema pastagem. Adicionalmente, o manejo do pastejo pode ser uma ferramenta para manipular a digestibilidade da forragem e favorecer a redução de emissões de metano pelos ruminantes. A manipulação do substrato da dieta a partir da suplementação de animais mantidos em pastagens também vem sendo considerada como estratégia eficiente para modular a fermentação ruminal e reduzir a produção de metano entérico, minimizando o impacto da atividade no ambiente e aumentar a eficiência global da atividade. Os objetivos com o presente projeto são de comparar e explicar o desempenho agronômico e a cinética de decomposição de raízes do capim Mulato II em resposta a estratégias de manejo por lotação contínua e intermitente (subprojeto 1); e quantificar o impacto do método de pastejo e do uso de suplemento nas emissões de metano, e no perfil e cinética da degradabilidade in vitro da fibra (subprojeto 2). No subprojeto 1 serão comparados seis tratamentos de pastejo sob lotação contínua mimetizada e lotação rotativa, caracterizados com alturas médias do dossel de 20 ou 30 cm determinadas como base para comparação equivalente entre os métodos e as diferentes severidades de desfolhação impostas. No subprojeto 2, será avaliado o efeito do método de pastejo (subprojeto 1) associado a estratégias de suplementação (NO3- + S elementar; óleo de soja; concentrado grão de milho moído; e óleo de soja + concentrado grão de milho moído) para melhorar o perfil e a cinética da degradabilidade da fibra in vitro e reduzir a produção de metano entérico. Espera-se que os efeitos combinados dos métodos de pastejo e do uso de suplementos em pastagens permita racionalizar sobre as respostas das plantas e suas flexibilidades de manejo, identificando oportunidades de avanços para a sustentabilidade da produção de bovinos em pastagens. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)