Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização do processo de secagem de concretos refratários avançados

Resumo

O crescente avanço na tecnologia de concretos refratários resultou na formulação de produtos avançados multifuncionais com otimizado empacotamento e, portanto, desempenho diferenciado frente a solicitações mecânicas e químicas em altas temperaturas. No entanto, novos desafios foram observados pelos usuários destes monolíticos, visto que a secagem destes produtos passou a ser uma etapa crítica, pois um aquecimento muito agressivo destas estruturas pouco porosas e permeáveis pode levar até mesmo a explosão dos revestimentos, enquanto uma programação lenta pode não ser viável do ponto de vista econômico e energético. Atualmente, as curvas de aquecimento aplicadas no ambiente industrial são baseadas em conhecimentos empíricos, sendo identificado grande potencial para a aplicação de uma metodologia fundamentada (modelos matemáticos + ferramentas computacionais + coleta/escolha de dados precisos para as condições de contorno e propriedades físico-química-térmica dos concretos) para se obter um melhor entendimento das complexas transformações que ocorrem na microestrutura dos refratários durante seu primeiro tratamento térmico, assim como estabelecer procedimentos de secagem mais adequados. Neste projeto almeja-se a avaliação sistêmica e crítica dos parâmetros experimentais e dos modelos matemáticos propostos na literatura para descrever o processo de secagem de concretos, a fim de se sugerir novas soluções para a definição de curvas de aquecimento de refratários avançados que resultem em menor risco de trincamento/explosão destes produtos e maior rapidez para finalização desta etapa crítica, durante seu primeiro ciclo de aquecimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BEZERRA, B. P.; LUZ, A. P.; SALOMAO, R.; PANDOLFELLI, V. C. Low-melting-point polymeric fiber performance as drying additives for refractory castables. CERAMICS INTERNATIONAL, v. 48, n. 3, p. 3504-3514, FEB 1 2022. Citações Web of Science: 0.
LUZ, A. P.; MOREIRA, M. H.; SALOMAO, R.; BRAULIO, M. A. L.; PANDOLFELLI, V. C. Drying behavior of dense refractory castables. Part 2-Drying agents and design of heating schedules. CERAMICS INTERNATIONAL, v. 48, n. 3, p. 2965-2987, FEB 1 2022. Citações Web of Science: 0.
CUNHA, T. M.; MOREIRA, M. H.; SANTOS, M. F.; LUZ, A. P.; PANDOLFELLI, V. C. Drying behavior of steel-ladle lining refractory castables under continuous heating rate. CERAMICS INTERNATIONAL, v. 48, n. 1, p. 1142-1151, JAN 1 2022. Citações Web of Science: 0.
MOREIRA, M. H.; DAL PONT, S.; AUSAS, R. F.; LUZ, A. P.; CUNHA, T. M.; PARR, C.; PANDOLFELLI, V. C. Main trends on the simulation of the drying of refractory castables-Review. CERAMICS INTERNATIONAL, v. 47, n. 20, p. 28086-28105, OCT 15 2021. Citações Web of Science: 0.
LUZ, A. P.; MOREIRA, M. H.; BRAULIO, M. A. L.; PARR, C.; PANDOLFELLI, V. C. Drying behavior of dense refractory ceramic castables. Part 1-General aspects and experimental techniques used to assess water removal. CERAMICS INTERNATIONAL, v. 47, n. 16, p. 22246-22268, AUG 15 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.