Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema de alerta precoce em saúde pública e ambiental por meio de impressões digitais da água no Brasil

Resumo

Vamos nos engajar em um novo esforço colaborativo entre os principais especialistas em poluição química do Reino Unido e do Brasil para resolver problemas de saúde pública relacionados à urbanização e à deterioração do ambiente por meio de impressões digitais na água. Isso será alcançado por meio de um programa de impressão digital em ambiente de larga escala em Campinas. Vamos nos concentrar na exposição pública e nos impactos ambientais do consumidor, estilo de vida e produtos químicos industriais. Isso inclui desreguladores endócrinos (como filtros UV, BPA), agentes antimicrobianos, pesticidas, produtos farmacêuticos e produtos químicos usados no dia a dia. Vários grupos de biomarcadores que abrangem genes, pequenas moléculas orgânicas e proteínas serão direcionados: (1) biomarcadores de exposição a vários micropoluentes xenobióticos (resíduos industriais, produtos químicos domésticos e produtos endógenos do metabolismo humano) (2) biomarcadores microbianos (por exemplo, genes , incluindo genes de resistência) (3) Biomarcadores endógenos característicos que representam a saúde das comunidades, incluindo biomarcadores do estresse oxidativo (por exemplo, danos ao DNA: 8-OHdG, 8-NO2Gua) e peroxidação lipídica (8-IsoPGF2a e HNE-MA) com o objetivo de identificar pontos críticos para degradação ambiental (5) Indicadores físicos / genéricos (por exemplo, pH, T, COD, etc) (6) plasticos, para entender a dinâmica dos sistemas urbanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)