Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de minerais para dosimetria luminescente das radiações ionizantes

Processo: 19/05915-3
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Minas - Pesquisa Mineral
Pesquisador responsável:Neilo Marcos Trindade
Beneficiário:Neilo Marcos Trindade
Instituição Sede: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Elisabeth Mateus Yoshimura
Bolsa(s) vinculada(s):21/00626-3 - Confecção de um sistema TL/RL de baixo custo, BP.TT
Assunto(s):Dosimetria  Minerais  Luminescência  Radiação ionizante 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Absorção óptica UV-Vis_NIR | Dosimetria | luminescência | minerais | Luminescência de Minerais

Resumo

O projeto prevê o estudo de minerais brasileiros para aplicação em dosimetria das radiações. Por se tratar de amostras naturais, a determinação do espectro de absorção óptica (AO) é importante para permitir uma correlação entre os íons absorvedores presentes no mineral e os efeitos observados pré- e pós-irradiação. Portanto, esse projeto sugere a aquisição de um Espectrômetro de Absorção Óptica na região UV-Vis. Nesse projeto, além das investigações propostas por medidas espectroscópicas, será usado técnicas habituais presentes no laboratório, como Termoluminescência (TL) e Luminescência Opticamente Estimulada (OSL). O primeiro material de interesse é a alexandrita (BeAl2O4:Cr3+), variedade crisoberilo amplamente encontrado no Brasil; porém, ainda é uma gema pouco conhecida quanto as suas propriedades físicas. De forma geral, o objetivo deste trabalho é investigar a presença dos íons Cr3+ e Fe3+ em alexandrita, além de outros elementos e fases, e o quanto eles influenciam nas propriedades ópticas, principalmente quanto à absorção óptica e resposta luminescente; e a viabilidade para material dosimétrico. Recentemente, a investigação de minerais naturais de alexandrita mostrou que o sinal TL e OSL aumenta linearmente em função da dose (radiação ionizante beta), portanto, alexandrita tem mostrado potencial para uso em dosimetria. Ainda considerando suas propriedades luminescentes, e que o Brasil é atualmente o maior produtor mundial de alexandrita, este projeto também propõe a caracterização de detectores no formato de pastilhas contendo alexandrita e um aglutinante. A pesquisa será realizada em colaboração com a Universidade de São Paulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (10)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TRINDADE, N. M.; SILVA, E. P.; NUNES, M. C. S.; MUNOZ, J. M.; SANTOS, J. C. A.; YOSHIMURA, E. M.; SILVA, R. S.. Synthesis and thermoluminescence properties of MgAl2O4:Ca laser-sintered ceramics. Optical Materials, v. 108, . (18/05982-0, 19/05915-3, 18/16894-4, 19/22375-2)
JOSÉ AUGUSTO SOUZA GOMES DA SILVA; WALACE RODRIGUES DA SILVA JÚNIOR; ANA NEILDE RODRIGUES DA SILVA; ROSELI KÜNZEL; JOSÉ ROBERTO RIBEIRO BORTOLETO; EMANUEL BENEDITO DE MELO; CARINA ULSEN; NEILO MARCOS TRINDADE. Structural characterization of polymeric nanofibers of polyvinylidene fluoride (PVDF). POLIMEROS-CIENCIA E TECNOLOGIA, v. 33, n. 1, . (19/05915-3)
TRINDADE, N. M.; MAGALHAES, M. G.; NUNES, M. C. S.; YOSHIMURA, E. M.; JACOBSOHN, L. G.. Thermoluminescence of UV-irradiated alpha-Al2O3 :C,Mg. Journal of Luminescence, v. 223, . (19/05915-3, 19/00942-2, 18/16894-4)
SILVA, G. P. S.; NUNES, M. C. S.; ULSEN, C.; KUNZEL, R.; YOSHIMURA, E. M.; TRINDADE, N. M.. Thermoluminescence of fluorapatite mineral. Journal of Luminescence, v. 231, . (19/05915-3, 18/16894-4, 19/15599-1)
TRINDADE, N. M.; CRUZ, M. R.; YOSHIMURA, E. M.. Correlation between thermoluminescence and optically stimulated luminescence responses of natural alexandrite. Applied Radiation and Isotopes, v. 166, . (19/05915-3, 18/05982-0)
NUNES, M. C. S.; LIMA, L. S.; YOSHIMURA, E. M.; FRANCA, L. V. S.; BAFFA, O.; JACOBSOHN, L. G.; MALTHEZ, A. L. M. C.; KUNZEL, R.; TRINDADE, N. M.. Characterization of the optically stimulated luminescence (OSL) response of beta-irradiated alexandrite-polymer composites. Journal of Luminescence, v. 226, . (19/05915-3, 18/05982-0, 18/16894-4)
MUNOZ, J. M.; LIMA, L. S.; YOSHIMURA, E. M.; JACOBSOHN, L. G.; TRINDADE, N. M.. OSL response of alpha-Al2O3:C, Mg exposed to beta and UVC radiation: A comparative investigation. Journal of Luminescence, v. 236, . (19/05915-3, 19/22375-2, 18/05982-0)
MUNOZ, J. M.; YOSHIMURA, E. M.; CHITHAMBO, M. L.; JACOBSOHN, L. G.; TRINDADE, N. M.. The kinetic parameters of the main thermoluminescence glow peak of Al2O3:C,Mg: A critical evaluation of different analytical methods. Journal of Luminescence, v. 247, p. 6-pg., . (18/05982-0, 19/22375-2, 19/05915-3)
PIRES, K. C. C.; ASSUNCAO, M.; RANA, M. A.; GUEDES, S.; KUNZEL, R.; TRINDADE, N. M.. Etching and optical properties of 1-2 MeV alpha particles irradiated CR-39 radiation detectors. NUCLEAR INSTRUMENTS & METHODS IN PHYSICS RESEARCH SECTION A-ACCELERATORS SP, v. 1041, p. 8-pg., . (19/07767-1, 18/05982-0, 19/05915-3)
MARTINS, R. T. E. K.; FERREIRA, I. A.; SILVA, A. O.; NUNES, M. C. S.; ULSEN, C.; KUNZEL, R.; SOUZA, M. M.; CHITHAMBO, M. L.; YOSHIMURA, E. M.; TRINDADE, N. M.. Thermoluminescence of rose quartz from Minas Gerais, Brazil. Radiation Physics and Chemistry, v. 209, p. 11-pg., . (21/05042-0, 18/05982-0, 21/10117-9, 22/07200-4, 21/12758-1, 20/15626-6, 19/05915-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.