Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de processos relacionados ao reforço em ratos SHR

Processo: 19/07418-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Fábio Leyser Gonçalves
Beneficiário:Fábio Leyser Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Condicionamento operante 

Resumo

O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um transtorno neuropsiquiátrico que compreende sintomas relacionados a hiperatividade, a comportamentos impulsivos e a dificuldade de manter a atenção sustentada. Teorias etiológicas recentes têm apontado a alteração na sensibilidade a reforçadores como um componente importante para a compreensão dos sintomas do TDAH. A linhagem de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) tem sido sugerida como um possível modelo animal de TDAH. Vários resultados de pesquisa e modelos teóricos apontam para alterações no processo de reforço positivo nessa linhagem. A dificuldade de aquisição de comportamento reforçados positivamente, a formação de reforçadores condicionados e a resistência à extinção estariam alterados, justificando as alterações comportamentais apresentadas por essa linhagem. Pesquisa anterior, realizada em nosso laboratório, não apontou diferenças entre as linhagens, no que diz respeito à formação de reforçadores condicionados, exceto após um longo período de exposição à uma contingência de extinção. Uma das dificuldades encontradas na interpretação desse dado é que a avaliação da formação de reforçadores condicionados foi avaliada através da aquisição de comportamento novo. Outro ponto que merece esclarecimento é o fato de que após um período longo de extinção, os ratos SHR não apresentaram sinais de retorno da frequência de respostas aos níveis da linha de base. Como a literatura não descreve experimentos com os SHR em que a duração do processo de extinção seja mais longa do que uma ou duas sessões, cabe avaliar se a alteração encontrada ocorre apenas com reforçadores condicionados, ou se também ocorre com o uso de reforçadores primários. Para avaliar essas questões, serão realizados dois experimentos comparando animais SHR, Wistar Kyoto e Wistar. Em ambos serão utilizados oito ratos machos de cada linhagem. O primeiro experimento consistirá na exposição dos sujeitos a um treino de magazine, seguido de 30 sessões em que uma barra dará acesso à liberação de uma pelota de alimento em reforço contínuo. Será avaliado o número de sessões necessárias para que os sujeitos emitam 50 respostas em uma sessão, além da taxa de respostas ao longo do processo de aquisição. O segundo experimento consistirá em uma linha de base em esquema de Intervalo variável, seguido de 10 sessões em extinção. Todos os dados serão comparados entre as linhagens através de Análise de Variância ou teste não-paramétrico equivalente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)